BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Mais um jogo sem gols fará de Fred o pior centroavante do Brasil em Copas

Mais um jogo sem gols fará de Fred o pior centroavante do Brasil em Copas

Da Redação

18 de Junho de 2014 às 06:49

Foto: Divulgação

O centroavante Fred ficou sem fazer gols pela segunda partida consecutiva na Copa do Mundo, um desempenho que, desde Serginho, no Mundial de 1982, é o pior de um camisa nove titular da seleção brasileira. Mas caso novamente passe em branco contra Camarões, na segunda-feira, o novo recorde negativo será ainda mais deprimente: Fred terá o pior desempenho de um centroavante brasileiro na primeira fase de Mundiais.

Desde a primeira edição do torneio, em 1930, o Brasil sempre teve um número 9 deixando sua marca no torneio, mesmo quando a participação brasileira se limitou a uma única partida, como em 1934, quando Leônidas da Silva marcou o único gol na derrota de 3 a 1 para a Espanha. O último centroavante titular brasileiro a ficar as duas primeiras partidas sem fazer gols foi Serginho Chulapa, que há 32 anos não contribuiu com nenhum dos seis gols anotados pelo Brasil contra soviéticos e escoceses – ele depois faria um contra a Nova Zelândia na terceira rodada e outro contra os argentinos no mata-mata.

Involuntariamente, o jogador do Fluminense também ajudou o Brasil a ter um de seu pior início de Mundial desde 1986, no México, quando a seleção fez apenas dois gols nas duas primeiras partidas da fase de grupos, passando pelo placar mínimo contra Espanha e Argélia – mas na partida contra os africanos o centroavante Careca marcou, depois de passar em branco contra os espanhóis, batidos por um gol de Sócrates.

Embora tenha marcado um gol na vitória do Brasil sobre a Austrália no Mundial da Alemanha, em 2006, Fred ainda não deslanchou na Copa "caseira". Segundo as estatísticas da Fifa, Fred deu apenas dois chutes a gol nas duas partidas do Brasil até agora e em apenas uma ocasião de uma arrancada em direção à área.

A má fase de Fred não começou na Copa: depois de perder boa parte de 2013 lesionado, o jogador teve atuações para lá de discretas nos amistosos da seleção em 2014: contra a África do Sul e o Panamá ele ao menos pode se "esconder" por trás das goleadas aplicadas pelo Brasil. Contra a Croácia, já no Mundial, salvou-se com o pênalti cavado. Nem isso ele teve a se favor no Castelão.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS