BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Vilhena lança programa para auxiliar produtores rurais

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

25 de Março de 2020 às 08:46

Foto: Divulgação

PROGRAMA EMERGENCIAL

 

Para evitar que  pequenos produtores rurais percam a produção neste período de pandemia, a Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), em Vilhena,  lançou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Municipal de Emergência, que garante a compra dos alimentos pela Prefeitura e sua distribuição para entidades beneficentes que auxiliam pessoas em vulnerabilidade social. A primeira etapa aconteceu na manhã de ontem, 24, no barracão da feira do Centro.

 

 

INVESTIMENTO


O recurso usado para aquisição dos produtos é  do Programa Porteira Adentro, que investirá até R$ 100 mil na compra. Segundo o Secretário da Semagri, Jair Dornelas, o programa emergencial é para garantir que o homem do campo não passe por necessidades neste período, principalmente, devido ao fechamento das feiras livres.

 

MOVIMENTAR A ECONOMIA


O secretário Dornelas diz ainda que a medida vai garantir o escoamento da produção e alimentos de qualidade para quem precisa, mesmo durante esta crise mundial.

 

NOVO CREDENCIAMENTO


O programa está usando os mesmos critérios que o PAA estadual, como tabela de preços, leis já em vigor e distribuição para as entidades cadastradas. Como as escolas não estão em funcionamento, novas entidades podem se cadastrar de forma bem simples para receber os alimentos: basta entrar em contato com a Semagri pelo número 3321-3881, das 7h às 13h, de segunda à sexta-feira.

 

PACIENTES MAIS SEGUROS


Iniciativa da RIMA Táxi Aéreo no serviço aeromédico  reforça os cuidados no transporte de pacientes. Todos os profissionais estão recebendo capacitação diferenciada e as aeronaves estão sendo minuciosamente higienizadas. 
 

 


SEM PARAR


O empresário Gilberto Scheffer, dono da RIMA, explica que o serviço aeromédico por si só já exige muita atenção das equipes. Agora, com a pandemia do coronavírus,   pacientes, tripulantes e equipe médica necessitam de cuidados redobrados. 


PREPARO


Gilberto salienta que a capacitação da equipe é fundamental pois os pacientes, independente da doença ou emergência que estejam enfrentando, também precisam estar protegidos do coronavírus. 

 

CONFINAMENTO


O Ministério Público expediu recomendação à Secretaria de Estado da Justiça para que sejam suspensas as saídas de presos do regime semiaberto, no período de vigência do Decreto de Calamidade no Estado de Rondônia por causa da pandemia do coronavírus.


GERAL

 

A medida vale para todas as modalidades de saídas do regime semiaberto, em especial as saídas temporárias, bem como saídas para trabalho externo e estudo mesmo que solicitadas, mas que não tenham sido deferidas judicialmente até o dia 20 de março.

 

RECOMENDAÇÃO


 
O MP recomenda também que sejam tomadas as providências necessárias para que se efetue o isolamento dos novos custodiados que derem entrada no sistema prisional, em todas as comarcas do Estado, mantendo-se para tanto celas ou alas separadas. Também deve ser  reservado local de isolamento para os presos que forem movimentados entre as unidades prisionais, como no caso de progressão de regime para o semiaberto, devendo da mesma forma, serem destinadas celas ou alas para o efetivo isolamento, conforme previsão contida no Plano de Contigência para o novo Coronavírus no sistema prisional.

 

VACINA CONTRA A GRIPE

 

Na manhã de ontem foi adotado o sistema drive thru, em frente à sede da Semusa, onde agentes de saúde realizaram imunizações dos grupos prioritários que são idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde. Equipes aplicaram vacina sem que as pessoas tivessem que descer do carro. 

 


EFICIÊNCIA


De acordo com a gerente de imunizações da Semusa, Elizeth Gomes, o serviço drive thru é uma forma rápida e eficiente para evitar o desafogamento das unidades de saúde, onde estavam ocorrendo muitas aglomerações desde segunda-feira (24), no início da campanha.

 


DEMITIDA ANTES DE ASSUMIR


Tem cada coisa no serviço público que nada mais surpreende. Uma jovem  advogada foi nomeada para a direção do Laboratório Central do Estado. Nem chegou a assumir. Um deputado lúcido foi informado sobre a tal nomeação, conversou com quem é de direito e menos de 24 horas depois uma biomédica foi nomeada para o cargo.


DESGASTE DESNECESSÁRIO


A nomeação é o tipo da coisa que nem precisaria ocorrer. Quando ocorre serve como reflexão. Não sobre a capacidade da jovem advogada ( essa a gente sabe onde ela poderia atuar com conhecimento técnico ) , mas em relação ao que passa na cabeça de quem autoriza tal ato. 

 

TV E INTERNET MAIS USADOS 

 

Pesquisa do Datafolha mostra quais os veículos mais procurados em busca de informações sobre o novo coronavírus. 

 

TV, 98%
Internet, 95%
WhatsApp, 94%
Jornal impresso e Facebook,  87%
Rádios, 87%

 

Os números, como se percebe, não são cumulativos.

 

RECESSÃO HISTÓRICA

 

A empresária Luiza Helena Trajano, dona das lojas Mariza, disse que, dependendo do tempo da quarentena, muitas empresas, especialmente as micro, pequenas e médias, vão desaparecer. A manifestação foi publicada nas redes sociais da empresária e reproduzida ontem pelo jornal Valor. 

 

 

MANUTENÇÃO DA ECONOMIA


Disse a empresária: “Após superarmos a fase de isolamento, o que me preocupa muito é o quadro que iremos enfrentar na economia. Dependendo do tempo de quarentena, muitas empresas, especialmente as micro, pequenas e médias, irão desaparecer, e muitas das grandes terão que demitir equipes, agravando ainda mais o enorme quadro de desemprego que tínhamos pré-crise. 


VAI LEVAR TEMPO PARA RETORNAR A NORMALIDADE


“Estávamos em um momento de expectativa de recuperação gradual da economia, mas um impacto deste tamanho irá trazer consequências graves que deverão levar muitos anos para serem recuperadas, e com grandes consequências sociais para o Brasil”, escreveu Luiza.


MANTER OS EMPREGOS

 

A empresária, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, já havia publicado um vídeo dias atrás em rede social em que pede que empresas evitem demitir funcionários.


UNIÃO DE TODOS

 

Agora, no texto recém-publicado, ela diz que é “hora da verdadeira união de forças contra um inimigo comum que está assolando o mundo e do próximo que virá, o risco da miséria. Não é hora de vaidades ou discussões sobre competências, a população já estava cansada disso, e agora não admitirá divisões com objetivos eleitoreiros ou de aumento de poder”.

 

REDUÇÃO DE SALÁRIOS NO SERVIÇO PÚBLICO


O Congresso começa a discutir hoje proposta prevendo a redução dos salários de servidores públicos e parlamentares durante o período da crise do coronavírus no país. Rodrigo Maia, presidente da Cãmara, disse em entrevista que os partidos já estão tratando do assunto. 

 

EXPLICAÇÃO


Após a entrevista de Maia, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), um dos articuladores da proposta, afirmou que o objetivo é propor uma redução escalonada de salários. Zero de redução para quem ganha até R$ 5 mil; 10% para quem ganha até R$ 10 mil; 20% a 50% para salários superiores a R$ 10 mil.

 

PROVISORIAMENTE

 

Segundo o texto, a redução terá duração excepcional, enquanto permanecer o estado de calamidade pública aprovado pelo Congresso na última semana, isto é, até 31 de dezembro deste ano. Além disso, pela proposta, a redução nos salários teria validade inicial de três meses, podendo ser prorrogada por igual período.

 

EXCEÇÕES

 

Servidores das áreas de saúde e de segurança pública que estejam trabalhando durante o estado de calamidade pública não poderão sofrer cortes em seus salários. A economia com a redução salarial seria integralmente repassada ao Ministério da Saúde para a utilização em ações de combate à pandemia do novo coronavírus.

 

EXCEÇÕES 2

 

Rodrigo Maia ressalvou que a medida não atingiria os servidores da "linha de frente" do combate ao coronavírus, como  médicos,  policiais que estão na rua e todos aqueles que estão cuidando de forma mais presente da vida dos brasileiros.

 

VOTAÇÃO PARA HOJE


Parte das medidas já deverá ser votada nesta quarta-feira (25) de forma remota. O sistema de votação eletrônica ainda estava em testes ontem. Caso ainda não esteja pronto, poderá ser usado um aplicativo que permitirá a participação dos deputados.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS