BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Governo Federal libera plantio de cana-de-açúcar na Amazônia

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

07 de Janeiro de 2020 às 09:21

Foto: Divulgação

FIM DA PROIBIÇÃO

 

Jair Bolsonaro revogou decreto que proibia plantação de cana-de-açúcar na Amazônia e Pantanal. A proibição considerava o cultivo como um risco ambiental. Economistas discordam e veem a nova possibilidade de expansão das plantações como positiva. 


MPF

 

A decisão de Bolsonaro foi alvo de ação do Ministério Público Federal no Amazonas. O processo ajuizado na Justiça Federal contra a União pede a nulidade do novo decreto, por não apresentar qualquer motivação técnica ou política para a revogação do decreto anterior. 

 

DANOS SEVEROS

 

A ação do MPF é baseada em artigo científico publicado na revista Science, o periódico de maior impacto científico mundial, com evidências de possíveis danos ambientais irreversíveis provocados pelo cultivo da cana na Amazônia. Dentre os riscos, estão impactos sobre a biodiversidade e serviços prestados por ela, além de impactos com a água e agricultura em várias regiões do Brasil.

 

PRODUÇÃO

 

O Brasil é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). A cana é a matéria-prima do Etanol “comum”, anidro e hidratado, além do próprio açúcar de cozinha.

 

 

PARCELA PEQUENA

 

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil produziu cerca de 620 milhões de toneladas de cana, na safra 2018/2019. O Ministério da Agricultura aponta que a Amazônia é responsável por 1,7% do total da cana-de-açúcar produzida no Brasil.

 

AQUECER A ECONOMIA

 

0 economista Erivaldo Lopes do Vale, ex-presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas, diz que o novo decreto é positivo. “O plantio de cana-de-açúcar na Amazônia existe há muito tempo. O produto, inclusive, tem peso considerado na produção do segmento de bebidas e concentrados. Um dos maiores produtos hoje no Amazonas é o açúcar mascavo, produzido a partir da cana-de-açúcar”, esclarece Erivaldo.

 

AUMENTAR O PIB

 

O economista argumenta ainda que o crescimento nessa área deve alcançar 3,2% a 3,7%, em 2020. Se essa previsão se concretizar, o PIB do agronegócio puxará o PIB nacional, explica o economista Erivaldo Lopes do Vale.

 


PREVISÃO

 

Não são somente os tarólogos, astrólogos, pais de santo e outros videntes que arriscam previsões para 2020. Jair Bolsonaro também tem seu lado arúspice. Já divulgou a previsão de “extinção” de 10 jornalistas que escrevem sobre política. São eles: Miriam Leitão, Ricardo Noblat, Lauro Jardim, Anselmo Gois, Mônica Bergamo, Reinaldo Azevedo, Eliane Cantanhêde, Raquel Sherezade e Guga Chacra.

 

FATO

 

A seriedade com que trato a coluna e, principalmente, os leitores do Rondoniaovivo não me permitem aventurar no campo das adivinhações. No entanto, baseado em evidências, arrisco dizer que em 2020 teremos políticos bons de voto e de popularidade enquadrados pela Lei. Parece genérico, mas com certeza não é.

 

FATO 02

 

Também baseado em evidências, arrisco dizer que discípulos 200% fiéis ao seu guru político ficarão assistindo os acontecimentos na plateia. De protagonistas passarão a coadjuvantes, mas no final, como sempre, provavelmente vão se abraçar e derramar muitas lágrimas.

 

BALANÇO PM 

 

Nesta quarta-feira (8), às 9h, acontece no QG da Polícia Militar, coletiva com o comandante da PM coronel Mauro Ronaldo Flôres Corrêa, sobre as ocorrências registradas em 2019. O balanço terá as operações ostensivas realizadas, Termos Circunstanciados, Patrulha Maria da Penha, apreensões e registros policiais, operações ambientais, Lei Seca, Proerd e as ações de Fim de Ano. Os números


GRUPO DE LIMA, MENOS ARGENTINA, RECONHECE REELEIÇÃO DE JUAN GUAIDÓ

 

O Grupo de Lima, menos Argentina, reconheceu Juan Guaidó como verdadeiro presidente da Assembleia Nacional da Venezuela.
No domingo, apoiadores da ditadura de Maduro uniram-se a opositores traidores impedindo a entrada de Guaidó na Assembleia e elegeram um títere para o País. Impedido de ingressar na Assembleia da qual já era presidente, Guaidó reuniu deputados e foi reeleito no interior da redação do jornal El Nacional.

 

 

GRUPO DE LIMA


Significa um agrupamento de chanceleres de países das Américas formado em 8 de agosto de 2017, na capital do Peru, Lima, com o objetivo declarado de "abordar a crítica situação da Venezuela e explorar formas de contribuir para a restauração da democracia naquele país através de uma saída pacífica e negociada".


BRASIL


Na ocasião, representantes de 12 países americanos (Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru) firmaram o documento conhecido como Declaração de Lima, no qual o grupo definiu sua posição acerca da "situação crítica na Venezuela", condenando a existência de "presos políticos", a "falta de eleições livres" e a "ruptura da ordem democrática na Venezuela". Além disso, o grupo manifesta sua "preocupação com a crise humanitária" venezuelana.


ENERGIA SOLAR


Jair Bolsonaro garantiu que está morta e enterrada a proposta de taxação de energia solar proposta pela Aneel para atender lobistas do setor energético. "Eu decido e ninguém mais", avisou o presidente. Bolsonaro, no entanto, salientou que a Aneel, agência reguladora independente, tem a prerrogativa legal de tratar e decidir sobre a questão. O presidente disse que pediu aos presidentes do Senado e da Câmara para que derrubem a autorização da Aneel para taxar. 

 

 


30 ANOS ANTES DE ACONTECER 

 

Pesquisadores da Universidade de São Paulo desenvolveram um exame que pode diagnosticar o Alzheimer até trinta anos antes dos sintomas se manifestarem. O exame será feito a partir da saliva do paciente.


Confira o vídeo (em .MP4) no link:


https://vsh.r7.com/5e1127834b4955cc46000001/EPP_0401_JR_PESQUISA_ALZHEIMER_SALIVA_360p.mp4

 

BRASIL É QUEM MAIS GASTA


Os fundos partidário e eleitoral somados devem garantir cerca de R$3 bilhões para os partidos políticos torrarem nas eleições municipais deste ano. Essa fortuna coloca o Brasil como o líder entre países que mais gastam dinheiro público para eleger representantes políticos. Na Índia, a maior democracia do mundo, a estimativa de custo da eleição é de R$ 28 bilhões, mas apenas R$149 milhões são verba pública. 

 

GASTOS JUSTIFICADOS


Na Índia, a comissão eleitoral bancada com grana pública, entre outras coisas, leva urnas ao Himalaia e para florestas remotas (de elefante!). 

 

ONDE HÁ PUNIÇÃO RIGOROSA NINGUÉM ARRISCA


Nos EUA foram R$26,5 bilhões em 2016, mas desde 2012 candidatos costumam recusar o dinheiro público pelas regras e exigências rígidas. 


CONTRIBUINTE PAGA


Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) não poupou os cofres públicos com as 250 viagens registradas. Ele fez quase um voo em jatinho da Força Aérea Brasileira por dia útil (255) em 2019. 


LIMITE


Será 20 de julho a data limite para que partidos políticos escolham candidatos e realizem suas convenções partidárias. E a tal propaganda eleitoral recomeça no início do mês de agosto. 


FICOU DO MESMO JEITO


Segundo a Anfavea (fabricantes de veículos), as crises políticas nos países vizinhos da América do Sul em 2019, tirando a Argentina, não geraram impactos na indústria automotiva brasileira no geral. 

 

MÉDIA DE 75 ANOS


A expectativa de vida dos brasileiros em 2020 será de 76,74 anos, em média. Mulheres têm uma expectativa de vida maior (80,25 anos) em relação aos homens (73,26 anos), segundo dados do IBGE. 


FMI


O Fundo Monetário Internacional (FMI) confirmou a redução do ritmo e reduziu previsão de crescimento da economia mundial. O Brasil segue pela contramão com crescimento acima da expectativa. E acelerando.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

Ministro da Educação anuncia, por meio de rede social, adiamento do prazo para se habilitar à prova. Pagamentos podem ser feitos até um dia depois da data final para garantir a participação. Até o meio-dia de ontem, mais de 5 milhões de pessoas tinham feito o cadastro

23 de Maio de 2020 às 10:36