SIMPLES ASSIM: Artista Marfiza lança projeto de CD e livro neste sábado no Espaço Bem

“Quero cultivar no coração /todas as formas de amar /e levar nas minhas mãos /toda a ajuda que eu possa dar…”, diz um trecho do poema que abre o livro de 64 páginas e que contém 55 poemas, muitos deles dedicados aos amigos.

A Noticia Mais

27 de Fevereiro de 2020 às 09:35

Foto: Divulgação

O Espaço Bem Gastronomia do Posto Aliança, em Jaru, será palco neste sábado (29) do lançamento do projeto “Simples assim”, de autoria da cantora e poeta Marfiza Calixto de França.

 

O projeto é composto de CD e livro, contemplados pelos prêmios de ‘Iniciação literária’ e ‘Música Autoral’ da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia (Sejucel), que busca apoiar e difundir a arte e a cultura do Estado.

 

Simples assim é fruto de tantas vivências de mundo, que resume e exprime o desejo da artista, que busca neste trabalho, unir sua alma interiorana com suas experiências urbanas que são levados ao público por meio de imersões de sua poética. “Quero cultivar no coração /todas as formas de amar /e levar nas minhas mãos /toda a ajuda que eu possa dar…”, como se vê nesse trecho do poema que abre o livro de 64 páginas e que contém 55 poemas, muitos deles dedicados aos amigos.

 

O álbum conta com 10 faixas, sendo 6 delas autorais, feitas de forma interativa, a partir de poemas de Marfiza musicados por parceiros, além de outras 4 músicas dos conceituados compositores amazônicos: Zezinho Maranhão, Sergio Souto, Binho e Bado, e que já faziam parte do repertório da cantora, tendo ainda como produtor musical o carioca, poeta, compositor e luthier Tony Pelosi e ilustrações do artista plástico rondoniano Flávio Dutka, que atualmente está com a exposição “Tríade”, na casa de cultura Ivan Marrocos em Porto Velho.

 

Paranaense de Palotina, aos 5 anos de idade veio para Rondônia com a família. Em Jaru, aos 16 anos, descobriu-se nas artes, quando venceu na categoria ‘intérprete’ e ficou em segundo lugar na categoria ‘música inédita’ no Primeiro Festival Estudantil da Escola Capitão Silvio de Farias, produzido pela professora Marlene Martins. Repetiu o sucesso em outros festivais no Estado, o que a levou a se profissionalizar cantando em shows e bailes com o produtor Ronaldo Brito de Ji-Paraná.

 

Desde então, seguindo sua trajetória artística, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1991, onde viveu até 2016. Em 1996 lançou o CD intitulado “Esse país que eu vejo” sendo indicada ao Prêmio Sharp na categoria ‘revelação’.

 

Participou do projeto Novo Canto do compositor Sérgio Natureza, realizado nas unidades do Sesc Rio tendo como padrinho, seu ídolo, Belchior.

 

Após anos de atuação na área musical e trabalhos realizados em produtoras, estúdios e em grandes eventos, a artista presenteia sua cidade como o projeto Simples assim, que acontecerá às 21 horas no Espaço Bem Gastronomia do Posto Aliança no próximo sábado.

 

O projeto conta também com o apoio de: Espaço Bem e Posto Aliança, Rádio Massa FM, Jornal +RO, Grupo IG (Supermercados Irmãos Gonçalves e Frigon), Casa das Ferramentas e Salão Cachos e Crespos.

 

O CD pode ser conferido pelo link: https://open.spotify.com/album/07Q30iSmEuPWOTxN2MsPYk.

 

Ficha Técnica:

 

Produção geral, executiva e fonográfica: Marfiza de França

Produção musical: Tony Pelosi

Arte de capa: Flávio Dutka

Projeto gráfico: Marfiza de França

Clearance: Magma Produtora

Revisão de texto: Danny Reis e Ricardo Moreira

Foto: Ygor Cristófoli Calixto de França

Gravado nos estúdios, Mills Records (Santa Teresa Rio de Janeiro), por Pedro Mills,

Estúdio EMPB (Botafogo Rio de Janeiro), por Elísio Freitas, Will’s House (São Paulo), por

William Magalhães, Estúdio Grita (Porto Alegre – Rio Grande do Sul), por Marcelo Granja;

Fábrica Produções (Ariquemes – Rondônia), por Izaque Moulaz e Toca do Gnomo

(Petrópolis – Rio de Janeiro), por Tony Pelosi.

Lançamento: Magma Produtora e Temática Editora Distribuição: ONErpm

SERVIÇO:

Local do evento: Espaço Bem Gastronomia (Posto Aliança)

Horário: 21 horas

Participações: Marcos Biezek, Anna Clara, João Marcos, Joir Calixto, Marquinhos (Swing & Country)

Exibição das artes de Flávio Dutka

Apresentação: Gisele Virgílio

Produção: Marcos Biezek

Direção: Fabiano Bastos

Violão: Orlando Babão

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS