FOLIA: Tudo pronto para o desfile da Banda do Vai Quem Quer

Para começar a comemoração da festa será servido um bolo de 400 quilos e 40 metros na Praça das Três Caixas D’Água, a partir das 14h

ASSESSORIA

22 de Fevereiro de 2020 às 08:29

Foto: Divulgação

A presidente do maior bloco de carnaval de rua da Região Norte do país, Siça Andrade, confirma que já está tudo pronto para a Banda invadir as ruas e avenidas. Este ano, a Banda do Vai Quem Quer comemora seus 40 anos de folia, e para começar a comemoração da festa será servido um bolo de 400 quilos e 40 metros na Praça das Três Caixas D’Água, a partir das 14h.

 

Logo em seguida às 15h, será a cerimônia de casamento dos diretores da Banda do Vai Quem  Quer em cima do trio. O vice-presidente Silvio Santos afirma que as testemunhas serão os foliões. “Estou ansioso será histórico esse momento, para Banda e para todos nós os noivos”, acrescentou Silvio Santos.


E às 16h, seis trios elétricos farão a alegria do folião como manda a tradição, no sábado de carnaval, inicia o desfile percorrendo as avenidas Carlos Gomes e Joaquim Nabuco, finalizando na Avenida Sete de Setembro.


De acordo com a diretoria da banda, toda a documentação e demais preparativos para a saída do bloco já estão prontos. "O carnaval é o maior evento cultural do mundo, é uma festa do povo, e nós somos responsáveis em levar alegria com responsabilidade todos os anos com o desfile da Banda do Vai Quem Quer", afirma a presidente.


O apoio que recebemos do Governo do Estado é com o policiamento e do Corpo de Bombeiros. Também contamos com o apoio da Prefeitura através da Semtran que realiza o fechamento das vias.

 

 

 

ÚLTIMAS UNIDADES DAS CAMISETAS

 

Restando poucas unidades de camisetas, o folião que ainda não adquiriu deve correr para garantir o seu lugar no cordão de isolamento.  Serão mais de quatro horas de animação pelas principais vias do centro de Porto Velho.


O valor da camiseta pode ser parcelado em até duas vezes, no cartão. De acordo com a diretoria, o dinheiro da venda é totalmente revertido para custear os gastos do bloco, como pagamento de seguranças, taxas e impostos. Segundo a presidente Siça Andrade, são esperadas mais de 100 mil pessoas, repetindo o sucesso dos anos anteriores.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS