BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Rihanna lança programa de bolsas para brasileiros estudarem nos EUA

O programa escolar global da Rihanna está sendo lançado esta semana através da sua Clara Lionel Foundation (CLF), instituição criada por ela em 2012

papel pop

09 de Maio de 2019 às 14:35

Foto: Divulgação

Engana-se muito quem pensa que o único “Work” que a Rihanna quer ensinar ao mundo é o da sua música. A cantora de Barbados tem uma preocupação real com a educação de jovens em todo o mundo e, por isso, está lançando um programa de bolsas de estudo para universitários de vários países, inclusive do Brasil.

 

De acordo com reportagem publicada nesta segunda-feira (09) pelo USA Today, o programa escolar global da Rihanna está sendo lançado esta semana através da sua Clara Lionel Foundation (CLF), instituição criada por ela em 2012 em homenagem aos seus avós, Clara e Lionel Braithwaite, e que tem como objetivo fomentar programas de saúde, educação, artes e cultura.

 

As bolsas de estudo são para quem for aceito em bacharelados de quatro anos em universidades dos EUA entre os anos de 2016 e 2017. Para concorrer às bolsas, os estudantes precisam ser residentes dos EUA, Brasil, Barbados, Cuba, Haiti, Guiana ou Jamaica.

 

O principal critério de seleção para o programa é a necessidade dos estudantes e o número de bolsas vai variar, mas a intenção é que sejam distribuídas o máximo de bolsas de estudo possíveis. A ajuda será entre 5 mil e 50 mil dólares e poderá ser renovada por três anos, ou até que o estudante seja aceito em alguma pós-graduação, o que acontecer primeiro.

 

Ser capaz de dar o presente da educação é uma verdadeira honra. Educação superior vai dar perspectiva, oportunidade e conhecimento para um grupo de jovens que realmente merece. Eu estou emocionada de poder fazer isso”, disse Rihanna em comunicado.

 

A seleção para o programa de bolsas de estudo já está aberta e vai até 10 de junho. Os selecionados serão conhecidos em agosto. Para mais informações sobre o processo seletivo e o programa em geral, é só acessar o site da Clara Lionel Foundation.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS