CORRUPÇÃO: Aécio recebeu R$ 65 milhões em propina das usinas do Madeira, diz PF

A informação foi divulgada pelo jornal O Globo

painel político

18 de Março de 2020 às 17:13

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Ao concluir as investigações, a Polícia Federal apontou ao Supremo Tribunal Federal que o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu R$ 65 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

 

Para os investigadores, a vantagem indevida seria em troca da atuação do tucano nas obras das hidrelétricas do Rio Madeira Agora, cabe à Procuradoria-Geral da República decidir se oferece ou não denúncia contra o parlamentar. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

 

“Estão presentes indícios suficientes de autoria e de materialidade de que o deputado federal Aécio Neves da Cunha, ao receber valores indevidos no total de R$ 64.990.324,00 (sessenta e quatro milhões, novecentos e noventa mil, trezentos e vinte e quatro reais) do grupo Odebrecht e da construtora Andrade Gutierrez entre os anos de 2008 e 2011, praticou a conduta tipificada no art. 317 do Código Penal, e portanto, praticou o delito de corrupção passiva, com pena de 2 a 12 anos”, escreveu o delegado Bernardo Guidali Amaral na conclusão do relatório.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS