FEMINICÍDIO: Após 17 dias, morre mulher baleada pelo ex-namorado que se matou

Karine Souto foi baleada pelo professor Baltazar Augusto Menezes, que se matou em seguida

MÍDIA NEWS

19 de Fevereiro de 2020 às 15:19

Foto: Divulgação

A jovem Karine Souto, de 29 anos, morreu na tarde desta terça-feira (18), após ficar 17 dias internada no Hospital Municipal de Barra do Garças (a 516 km de Cuiabá).

 

A morte foi confirmada por um funcionário da unidade médica.

 

Karine foi vítima de feminicídio. A jovem foi baleada três vezes pelo seu ex-namorado, o professor Baltazar Augusto Menezes, de 58 anos, que se matou logo depois do crime.

 

O caso aconteceu em Nova Xavantina (645 km de Cuiabá) no dia 1º de fevereiro, um sábado.

 

Amigos relataram que o professor não aceitava o término do relacionamento.

 

Relembre o caso

 

Na ocasião, Baltazar foi até a casa de um casal de amigos, onde a vítima estava, e durante o encontro os dois discutiram. Neste momento ele pediu um colar que ele havia dado de presente.

 

Testemunhas relataram que após receber o pertence, Baltazar foi até seu carro e voltou um tempo depois com uma arma e atirou três vezes contra Karine. Em seguida, o homem atirou contra a própria cabeça.

 

Uma equipe médica foi acionada, mas quando chegou ao local Baltazar já estava sem vida.

 

A jovem foi socorrida em estado grave e encaminhada para uma unidade de saúde da cidade e posteriormente foi transferida para Barra do Garças, onde permaneceu internada até esta terça-feira.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS