BOA AÇÃO: Crianças vendem slime na rua para alimentar cães sem dono

Cada unidade custa de 2 a 5 reais

SÓ NOTÍCIA BOA

22 de Janeiro de 2020 às 10:22

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Esses dois primos de 7 e 9 anos aprenderam cedo o significado da palavra atitude. Eles estão vendendo slime na calçada para arrecadar dinheiro e ajudar cães sem dono.

 

João Gabriel e a prima Valentina, que mora em São Paulo, tiveram a ideia de montar uma “lojinha” em frente da casa da avó no bairro Santa Tereza, em Cordeiro, na Região Serrana do Rio.

 

Carol, mãe de João Gabriel, disse em entrevista ao portal Serra News que o dinheiro arrecadado será usado para alimentar cachorros que não têm um lar.

 

Eu e a mãe de Valentina (Inês), compramos todo material que seria utilizado para a fabricação dos slimes. Daí, eles tiveram a ideia de arrecadar para doar ração aos pets de rua de Cordeiro”, afirmou.

 

 

A doação

 

O valor arrecadado será doado para Andréia Bianchini, uma moradora da cidade que alimenta todas as noites os cães de rua.

 

A doação será entregue nesta quinta-feira, 23.

 

O mais lindo foi ver a população se mobilizando e compartilhando a ação, querendo ajudar”, contou Carol.

 

 

Slime

 

Para quem não conhece, slime é uma massa de modelar que vem dominando a internet com receitas e texturas diferentes que agradam crianças e adultos. A palavra significa viscoso ou pegajoso.

 

Também conhecida como amoeba, trata-se da antiga geleca, que fez muito sucesso nos anos 80.

 

As vendas do João Gabriel e da Valentina terminam nesta quarta-feira, 22.

 

Cada unidade custa de 2 a 5 reais.

 

Com informações do SerraNews

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS