BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ASSASSINATO: Homem mata ex-genro após filha pedir ajuda por mensagem

Mulher teria sido agredida com murros na cabeça e ameaçada de morte dentro de casa pelo ex-companheiro

METRÓPOLES

09 de Outubro de 2019 às 10:02

Foto: Divulgação

Nesse último domingo (08/10/2019), o representante comercial Edson Claro de Almeida, 52 anos, matou a tiros o seu ex-genro, Elton Gomes da Silva, 36 anos, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, o crime teria acontecido após a filha de Edson, cuja identidade não foi revelada, ter mandado uma mensagem pedindo ajuda para o seu pai.

 

Edson Claro de Almeida fugiu após o crime. Segundo informações do site G1 , a filha do representante comercial relatou que havia terminado seu relacionamento ha cerca de dois anos. A jovem informou que ao chegar em casa reparou que Elton Gomes da Silva estava observando sua movimentação na rua. Após isso, ele a teria obrigado a entrar em casa e ameaçado com uma faca.

 

Tentando acalmá-lo, a mulher foi tomar banho e mandou uma mensagem pedindo ajuda para o seu pai. Ela relatou ter sido agredida com murros na cabeça pelo ex-companheiro, que também quebrou seu celular.

 

Tiro


Segundo a filha do representante comercial, Edson chegou ao local e Elton o atacou e o ameaçou de morte. Após o ataque, o pai disparou um tiro na barriga do ex-genro, que foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu.

A Delegacia de Polícia de Praia Grande registou o caso como homicídio, ameaça, violência doméstica e injúria. No local, peritos encontram um projétil de arma de fogo e o celular danificado.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

Ministro da Educação anuncia, por meio de rede social, adiamento do prazo para se habilitar à prova. Pagamentos podem ser feitos até um dia depois da data final para garantir a participação. Até o meio-dia de ontem, mais de 5 milhões de pessoas tinham feito o cadastro

23 de Maio de 2020 às 10:36