BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Grupos LGBT protestam contra decisão que permite 'cura gay'

O grupo começou a se reunir depois das 17h no vão do Masp. Às 19h, os manifestantes ocupavam a Paulista, nos dois sentidos, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Da Redação

23 de Setembro de 2017 às 09:06

Foto: Divulgação

Grupos ligados ao movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) protestaram na sexta-feira (22) na Avenida Paulista, região central de São Paulo, contra a decisão de um juiz do Distrito Federal que liberou as terapias de reversão, também conhecida como "cura gay".

O grupo começou a se reunir depois das 17h no vão do Masp. Às 19h, os manifestantes ocupavam a Paulista, nos dois sentidos, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Pouco antes das 19h10, segundo o SP2, houve um princípio de confronto com a polícia e duas pessoas foram detidas.

Às 19h40, a Av. Paulista foi liberada e o grupo seguia pela Rua Augusta, sentido centro.

Na última segunda-feira (18), a Justiça do DF passou a permitir que psicólogos tratem a população LGBT como doentes, liberando a realização de "terapias de reversão". Esse tipo de tratamento era proibido desde 1999 por uma resolução do Conselho Federal de Psicologia. O órgão disse que vai recorrer.

A ação popular foi assinada por um grupo de psicólogos defensores das terapias de reversão sexual. Nela, Carvalho mantém a integralidade da resolução, mas determina que o conselho não proíba os profissionais de fazerem atendimento de reorientação sexual. Além disso, diz que os atendimentos têm caráter reservado.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS