BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Gays discretos como Aslan não têm vida longa no "BBB"

Gays discretos como Aslan não têm vida longa no "BBB"

Da Redação

30 de Janeiro de 2013 às 10:45

Foto: Divulgação

E foi-se o Aslan. Sem surpresa nenhuma: todas as enquetes apontavam que ele seria o eliminado no paredão desta terça-feira (29), com mais de 70% dos votos.
Essa rejeição tão alta parece indicar que o pernambucano era um dos vilões do "BBB13", mas não chegou a tanto. Aslan saiu porque era chatinho e meio sem graça. Só isto.
Quando o programa estreou, conhecidos do rapaz disseram que ele tinha tudo para "causar" lá dentro. Só que aconteceu exatamente o contrário. Talvez inibido pela exuberância dos veteranos, Aslan se recolheu a um ponto entre a sabedoria e a paisagem. Soltava algumas frases interessantes de vez em quando, mais nada.
Repete assim a trajetória de Lucival, do "BBB11". Também homossexual e também discreto, o baiano foi defenestrado logo nas primeiras semanas. Não incomodou o público; na verdade, nem conseguiu deixar sua marca.
Naquela mesma edição, o espalhafatoso pernambucano Daniel chegou em terceiro lugar. Gays algo folclóricos como Dicésar e Serginho também foram longe na competição do ano anterior.
E claro que houve o fenômeno Jean Wyllys, o ganhador do "BBB5". O hoje deputado federal nunca foi de soltar a franga, mas o simples fato de ser o primeiro "brother" a assumir sua homossexualidade já fazia dele um transgressor.
Jean amealhou uma acirrada oposição na "nave" e escapou de sucessivos paredões, até sagrar-se campeão. Venceu o preconceito de seus concorrentes e o de boa parte da audiência.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS