close
logorovivo2

ESTRANGEIROS: Entrada de turistas no Brasil aumenta 52% após isenção de vistos, diz presidente

Presidente da Embratur diz que principais países são EUA, Canadá, Japão e Austrália

O LIVRE

24 de Maio de 2019 às 10:06

ESTRANGEIROS: Entrada de turistas no Brasil aumenta 52% após isenção de vistos, diz presidente

FOTO: (Divulgação)

Presidente da Embratur, Gilson Machado Guimarães disse na quinta-feira (23) que houve aumento um real de 52% na emissão de passagens para o Brasil para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália. O crescimento foi identificado desde que o governo decidiu isentar esses países do visto de turismo e negócios, em março.

 

A informação foi dada por Guimarães durante transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PLS), na página oficial do presidente no Facebook. O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também participou da live.

 

“Automaticamente nós já tivemos um incremento de 52% de emissões reais de passagens”, informou, citando dados divulgados pela Associação Brasileira de Hotéis (ABH). Segundo ele, o país ainda precisa ser melhor divulgado no exterior.

 

 

“Poucas pessoas sabem, mas 96% dos turistas estrangeiros que vêm ao Brasil voltam para o Brasil. Nós temos uma Polinésia dentro do Brasil, que é a região baía de Angra [dos Reis, no Rio de Janeiro]. Nós temos um Caribe dentro do Brasil, que é o Nordeste brasileiro. Nós temos seis biomas, que poucos países têm a quantidade de natureza, de fauna, de flora e de variedade de peixes que o Brasil tem”, disse.

 

O presidente da Embratur disse que um dos maiores gargalos do setor continua sendo o preço médio das passagens aéreas, considerado alto pelo setor de turismo. Ele comemorou a autorização, concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) à Air Europa, que será a primeira companhia com 100% de capital estrangeiro a operar voo domésticos no Brasil.

 

Gilson Guimarães ainda revelou planos do governo para estimular o turismo pela população acima de 65 anos, que cresce no país. “Nós temos vários projetos, inclusive imersão da terceira idade, que precisa ser incluída no turismo brasileiro. O mundo todo utiliza o turista da terceira idade, nós não temos nenhuma política específica. Cada vez mais, mais pessoas se aposentam no Brasil”, disse.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS