close

CATARATA: Com recursos de Jaqueline Cassol, mutirão de cirurgias será iniciado no Cone Sul

Para ser incluso nos mutirões, as pessoas com sintomas da catarata devem procurar o posto de saúde mais próximo

ASSESSORIA

18 de Dezembro de 2019 às 14:43

CATARATA: Com recursos de Jaqueline Cassol, mutirão de cirurgias será iniciado no Cone Sul

FOTO: (ASSESSORIA)

Cerca de 500 pacientes dos sete municípios do Cone Sul, que aguardam por cirurgias de catarata, participam da primeira etapa do Projeto Visão, em Vilhena. A ação, que é uma iniciativa da deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO), tem objetivo de promover mutirões de cirurgias eletivas de catarata nas principais regiões de Rondônia.

 

Para a realização da primeira etapa, a deputada viabilizou R$ 2,45 milhões para a prefeitura de Vilhena executar os mutirões, realizados no Hospital Regional de Vilhena. Os procedimentos pré-operatórios nos pacientes iniciaram na última segunda-feira (16) e as cirurgias estão marcadas para começar nesta sexta-feira (20).

 

Do total de 500 atendimentos, 70% são moradores de Vilhena e 30% pacientes de Chupinguaia, Colorado do Oeste, Cabixi, Cerejeiras, Pimenteiras e Corumbiara. Os recursos viabilizados pela deputada irão custear insumos, equipamentos, medicamentos e equipe médica. “Já temos 1.200 cirurgias empenhadas”, disse o secretário de Saúde de Vilhena, Afonso Lochs.

 

 

MUTIRÃO EM CACOAL

 

 O Projeto Visão contempla também mutirão de cirurgias para correção de catarata em Cacoal e toda região do Café, Zona da Mata e BR-429. Jaqueline Cassol destinou mais R$ 3,6 milhões para o Governo do Estado executar a ação no Hospital Regional de Cacoal.

 

 

 

 

A deputada destacou que a intenção é zerar a fila de espera pela cirurgia de catarata no Estado, pois desde 2015 elas não acontecem em Rondônia. “Esse trabalho é importante para devolver a visão a quem mais precisa, principalmente de idosos, que há anos esperam uma oportunidade de enxergar melhor”, destacou Jaqueline.

 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), o plano de trabalho está sendo elaborado, bem como o credenciamento de empresas para fazer as cirurgias. No estado, cerca de 2,2 mil pessoas aguardam pela cirurgia, principalmente idosos, segundo dados da Sesau.

 

O total de investimento conquistado pela deputada para o Projeto Visão soma R$ 6,1 milhões. “Durante a campanha recebi muitas queixas sobre esse problema e me comprometi em ajudar. Consegui recursos e desenvolvi o Projeto Visão para ajudar as pessoas a enxergarem melhor e terem autonomia. Palavra dada é palavra cumprida”, afirmou Jaqueline.

 

 

PARA PARTICIPAR

 

 Para ser incluso nos mutirões, as pessoas com sintomas da catarata devem procurar o posto de saúde mais próximo. Após a primeira consulta, o paciente é encaminhado para o oftalmologista, que avalia o problema. Caso a cirurgia seja necessária, o paciente será colocado na fila através do sistema de regulação.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS