close

SEGUNDA INSTÂNCIA: “É hora do Congresso ter coragem de resolver os problemas do Brasil”, diz Léo Moraes

Membro titular da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, Léo Moraes, afirmou que irá levar o debate para a Casa de Leis

DA REDAÇÃO

9 de Novembro de 2019 às 12:34

SEGUNDA INSTÂNCIA: “É hora do Congresso ter coragem de resolver os problemas do Brasil”, diz Léo Moraes

FOTO: (Divulgação)

O deputado federal Léo Moraes (PODEMOS) se manifestou nesta última sexta-feira (9) sobre a recente decisão do Supremo Tribunal Federal – STF, que vedou a prisão de condenados em segunda instancia.

 

Membro titular da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, Léo Moraes, afirmou que irá levar o debate para a Casa de Leis, trazendo consigo a bandeira da reformulação das leis cabíveis aos deputados. A sessão da CCJ foi antecipada para essa próxima segunda-feira (11).

 

“O presidente da CCJ que sabe da minha militância nesse debate, me ligou para informar uma sessão extraordinária para as 14 horas dessa segunda. É logico que a constituinte de 1988 não sabia e nem imaginava que teríamos uma série de artifícios que impediriam a prisão de alguém condenado”, afirmou Léo Moraes.

 

Injustiça

 

Para o deputado existe um contrassenso social nessa determinação do STF, uma vez que muitas vezes pessoas com menor condição de renda são presas desde o início de seu processo e quem tem dinheiro acaba não pagando sua pena.

 

“Não podemos permitir que um direito fundamental seja um alicerce para pessoas que tem dinheiro não paguem pelo crime cometido e aí não temos Justiça, temos injustiça”, disse Léo Moraes.

 

O congressista disse que agora é o momento do Congresso Nacional tomar a frente desse debate, porém sem fazer levar esse tema adiante por um mero casuísmo, fazendo uma reforma da Constituição, reformulando as leis e modernizando a pauta jurídica.

 

“Tudo está em constante transformação, inclusive serve de lição para pensarmos em uma reforma política abrangente, uma reforma eleitoral, do Código Penal, que está atrasado e dar um fim a esse ódio de uma vez por todas. Vamos consertar esse erro e que não seja ao sabor do momento”, finalizou Léo Moraes.

 

O deputado seguirá para Brasília neste domingo (10).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS