close

ESCOLA RIO GUAPORÉ: Vereadora Ada Dantas cobra instalação da subestação de energia

“Desde fevereiro que as centrais foram instaladas e até agora, final de outubro, ainda não estão funcionando devido à falta de uma subestação. Os alunos estão tendo que estudar no calor, o que prejudica o aprendizado", diz Ada Dantas

ASSESSORIA

31 de Outubro de 2019 às 16:57

ESCOLA RIO GUAPORÉ: Vereadora Ada Dantas cobra instalação da subestação de energia

FOTO: (ASSESSORIA)

Beneficiada com sete centrais de ar conquistadas pela vereadora Ada Dantas Boabaid (PMN), a Escola Municipal Rio Guaporé, localizada na área norte da capital, ainda não pode contar com o funcionamento dos equipamentos. Isto se dá devido à falta de uma subestação que suporte todas as acentrais de ar ligadas, refrigerando as salas, garantindo melhor qualidade no aprendizado. Nesta quinta-feira (31), a vereadora recebeu em seu gabinete a visita do secretário municipal de educação, Márcio Félix e reiterou sobre seu pedido sobre a subestação.

 

Em fevereiro deste ano foram instaladas sete centrais de ar, adquiridas através de emenda parlamentar no valor de R$500.000,00 (quinhentos mil), destinada através do ex-deputado estadual Jesuíno Boabaid, atendendo solicitação da vereadora Ada Dantas. Já no mês de maio, a vereadora foi até a unidade escolar verificar o funcionamento das centrais, mas foi informada que os equipamentos não estavam sendo ligados devido à falta de uma subestação com capacidade para todas elas.

 

 

 

 

Ada Dantas então entrou em contato com o diretor presidente Thiago Tezzari, da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur), o informando acerca desta problemática. Thiago então passou a situação para a engenheira Gabriela, também da Emdur, que realizou todo levantamento sobre o que de fato é necessário para que as centrais funcionem com segurança. 

 

Em contato com Tezzari, já na manhã desta quinta-feira (31), Ada Dantas foi informada que o processo de solicitação da Emdur à Energisa já está finalizado, restando apenas que a concessionária de energia realize a instalação da subestação. “Este é um problema que já vem se arrastando há meses. Desde fevereiro que as centrais foram instaladas e até agora, final de outubro, ainda não estão funcionando devido à falta de uma subestação. Os alunos estão tendo que estudar no calor, o que prejudica o aprendizado. O mais difícil, que era a emenda para a compra das centrais, foi conquistado por mim junto ao ex-deputado Jesuíno Boabaid, agora falta a Energisa instalar a subestação para que a comunidade escolar possa usufruir da centrais”, concluiu Ada Dantas.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS