close

LEGISLATIVO: Edwilson Negreiros agradece vereadores pela união na compra de ônibus escolares

O caminho escolhido pela gestão do prefeito Hildon Chaves é acabar com o aluguel dos veículos

DA REDAÇÃO

30 de Outubro de 2019 às 14:39

LEGISLATIVO: Edwilson Negreiros agradece vereadores pela união na compra de ônibus escolares

FOTO: (Divulgação)

O presidente da Câmara Municipal de Porto Velho, Edwilson Negreiros (PSB), fez agradecimento público aos vereadores pela aprovação dos projetos garantindo benefícios ao servidor público municipal e a compra dos ônibus escolares para atender a zona rural. A discussão na sessão de terça-feira na Casa ocorreu em razão das divergências entre os colegas durante o debate do projeto do financiamento dos veículos para atender os alunos. “São normais as discussões porque na Câmara todos tem direito a palavra e ao contraditório”, disse ele.

 

A Câmara de Vereadores assegurou várias conquistas ao funcionalismo municipal, algumas reivindicadas há 12 anos, segundo atestou Ellis Regina (PC do B), principal defensora do pessoal de carreira da prefeitura. A primeira matéria foi o realinhamento de 5% dos salários, divididos em 3,75% retroativo ao mês de setembro (que serão pagos em folha suplementar) e 1,75% no mês de janeiro de 2020. Outro ponto foi a aprovação do pagamento da licença prêmio em pecúnia por negativa. Nesse caso, segundo Ellis, quando o chefe imediato nega o direito ao servidor, este terá direito a indenização de um lustro.

 

A vereadora também destaca a implantação do piso nacional dos agentes comunitários e combate a endemias. Porto Velho é a segunda prefeitura na região Norte a criar o benefício. As faixas variam de R$ 1.250,00; R$ 1.450,00; e R$ 1.520,00 nos anos de 2019, 2020 e 2021. O pessoal do mutirão da Semagric, Defesa Civil e DRL da Semad, classes A e B, também terão gratificação. O grupo geral foi quem mais teve conquistas. Foi implantada a tabela salarial para servidores que tinham vencimentos defasados há vários anos, uma luta de 12 anos do sindicato da categoria. “Tem caso de servidores que vão receber até 50% de reajuste por causa do tempo de serviço. Essa medida beneficia principalmente os trabalhadores da área técnica e administrativa do município que são em torno de 1200 servidores”, explicou Ellis Regina. Os garis, por exemplo, que ganhavam menos de um salário mínimo no vencimento básico agora passarão a ganhar mais. Finalmente, a Câmara também aprovou o auxílio-alimentação para os 53 servidores celetistas que não tinham direito; o aumento do auxílio deslocamento para servidores da BR-364 e distritos.

 

A vereadora agradeceu o empenho do prefeito Hildon Chaves e dos secretários Basílio Leandro de Oliveira (SGG), Alexey da Cunha Oliveira (Semad), Luiz Guilherme (Planejamento) e João Altair (Semfaz) na defesa do interesse dos servidores. “Não poderia deixar de agradecer o apoio de todos os colegas que votaram pelas conquistas ao nosso servidor”, enfatizou Ellis Regina.

 

Compra de ônibus

 

Edwilson Negreiros esclareceu a polêmica do projeto de financiamento bancário para a compra dos ônibus escolares. O caminho escolhido pela gestão do prefeito Hildon Chaves é acabar com o aluguel dos veículos e fazer o serviço por conta própria assegurando o transporte com economia. Na sessão de terça, Edwilson foi mal interpretado e ouve um clima tenso, mas no final todos os 17 vereadores presentes votaram favoráveis em primeiro turno.

 

“Hoje a economicidade na compra desses ônibus pelo preço adquirido com apoio do Ministério da Educação é grande. Em média cada ônibus vai custar R$ 250 mil a prefeitura, enquanto para iniciativa privada esse mesmo veículo chega a custar R$ 375 mil a R$ 390 mil”, destacou o presidente da Câmara.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS