close

PARTO: Vereadora Ada Dantas tem PL aprovado que amplia direitos às gestantes

"O parto cesariano é colocado como direito às grávidas, assim como a analgesia no parto vaginal, garantindo que seja disponibilizado na rede pública do Município de Porto Velho o parto normal sem dor, o mais indicado pela Associação Brasileira de Obstetrícia", reforçou Ada Dantas

ASSESSORIA

11 de Setembro de 2019 às 10:27

PARTO: Vereadora Ada Dantas tem PL aprovado que amplia direitos às gestantes

FOTO: (ASSESSORIA)

Na tarde desta terça-feira (10), foi aprovado em segunda votação o Projeto de Lei nº 3.897 que dispõe sobre a garantia à gestante da possibilidade de optar pelo parto cesariano a partir da 39ª semana de autoria da vereadora Ada Dantas Boabaid (PMN). Antes dos vereadores declararem seus votos, houve intensos debates sobre alguns pontos do referido PL.

 

Ada Dantas reforçou a importância de a mãe optar pelo parto vaginal (normal) ou cesariano a partir da 39ª semana de gestação, pois é de conhecimento público que em alguns casos, mães precisam aguardar dias e até mesmo semanas para que sejam submetidas ao parto normal. “Sabemos que o parto normal é o mais indicado, porém, o atraso para a mãe dar à luz pode acarretar em danos irreparáveis. Já temos referência de que este projeto pode dar certo aqui em Porto Velho, garantindo à mãe e seu filho mais segurança na hora do parto”, relatou a vereadora.

 

"O parto cesariano é colocado como direito às grávidas, assim como a analgesia no parto vaginal, garantindo que seja disponibilizado na rede pública do Município de Porto Velho o parto normal sem dor, o mais indicado pela Associação Brasileira de Obstetrícia", Reforçou Ada Dantas.

 

Contando com o apoio dos demais vereadores, Ada Dantas teve seu Projeto de Lei aprovado com unanimidade, tanto na primeira, quanto na segunda votação e agora o PL seguirá para sanção do prefeito. “Finalizamos nosso dia com esta vitória para as mamães. Fico muito feliz com a aprovação deste projeto que irá garantir à parturiente que sua vontade seja respeitada. Continuamos com nosso trabalho de cobrar, fiscalizar e criar leis que beneficiem nossa população”, finalizou a vereadora.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS