close

PRODUÇÃO: Vereador Bengala participa do início da colheita do Inhame

Bengala destacou que em apenas um ano o salto na produção na região de Porto Velho foi considerável

ASSESSORIA

11 de Julho de 2019 às 14:48

PRODUÇÃO: Vereador Bengala participa do início da colheita do Inhame

FOTO: (Assessoria)

O vereador Jurandir Bengala participou esta semana do início da colheita do inhame, um tubérculo comestível, utilizado em larga escala na culinária do País e de grande teor nutritivo. Bengala esteve na Linha 67, do distrito de Jacy-Paraná, que é responsável atualmente pela maior área de cultivo da planta, na companhia do secretário de agricultura, Luiz Cláudio e do adjunto, Francisco Evaldo e representantes dos pequenos agricultores da região de porto Velho para conferir de perto a colheita e saber mais sobre os investimentos do Município e a parceria com os pequenos agricultores. 

 


Bengala destacou que em apenas um ano o salto na produção na região de Porto Velho foi considerável e lembra que, nessa mesma época, a Prefeitura da capital anunciou investimentos na produção, durante o “2º Dia Especial sobre a Cultura do Inhame”, eu uma propriedade rural localizada na Gleba Aliança, na Estrada da Penal. “De lá para cá o salto de qualidade e quantidade na produção foi incrível e o Município hoje começa a colher os primeiros frutos desse projeto”, disse Bengala. 

 

 

 

 


Segundo o vereador, que viveu toda a sua vida no campo, onde ainda reside até hoje, o Inhame se adaptou muito bem ao solo arenoso da região e a Prefeitura agiu certo ao incentivar a produção, gerando renda e emprego no campo. Somente nos dois anos, Porto Velho saiu de 5 hectares para 200 hectares plantados. A produção hoje, segundo a Semagric é quase igual à plantação de café clonal. “O trabalho de parceria desses produtores, a Semagric e a Prefeitura foi fundamental para esse salto de qualidade nessa produção”, ressaltou. 

 


Hoje a produção de inhame é concentrada nos municípios da BR-429, no Vale do Guaporé e Machadinho do Oeste, na região do Vale do Jamari. A cultura vem ganhando mercado fora do estado e tem grandes perspectivas de exportação para outros países. Os resultados alcançados em Rondônia, em especial na região da BR-429, vêm tornando o cultivo do inhame um negócio promissor, principalmente para pequenos agricultores cuja mão de obra se limita à família.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS