close
logorovivo2

PORTE DE ARMAS: Deputado Eyder Brasil defende decreto assinado por Bolsonaro

Eyder parabenizou o presidente Bolsonaro e disse, "Se for para morrer um pai de família, que morra o bandido"

ASSESSORIA

10 de Maio de 2019 às 16:55

PORTE DE ARMAS: Deputado Eyder Brasil defende decreto assinado por Bolsonaro

FOTO: (Assessoria)

Ao utilizar um decreto para facilitar o porte de armas a jornalistas que atuam na cobertura policial, políticos, advogados, entre outros, o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) cumpriu uma de suas propostas de campanha.

 

Em Rondônia, o deputado estadual, Eyder Brasil, do mesmo partido de Bolsonaro (PSL), comemorou e também defendeu a atitude de Bolsonaro. Para embasar a defesa do decreto, o parlamentar fez questão de mencionar fatos que fazem parte do cotidiano.

 

"Todos os dias, há inúmeros casos de roubos e furtos, onde os bandidos aterrorizam à população e muitas das vezes deixam sequelas para o resto da vida. Com este decreto, os marginais pensarão duas vezes antes de praticar os crimes", afirmou Eyder.

 

Em 2003, o estatuto do desarmamento, serviu apenas para que a população de bem, entregasse a arma, sendo que os criminosos sentiram a liberdade de agir. Para concluir, Eyder parabenizou o presidente Bolsonaro e disse, "Se for para morrer um pai de família, que morra o bandido".

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS