close

NEGÓCIOS: Rondônia tem portas abertas para negociar com nação que tem “dois Brasis em dinheiro”

Desde o reatamento das relações com o Brasil, em 1974, a China era cinco vezes mais pobre que o Brasil, mas hoje é nove vezes mais próspera

SECOM

18 de Março de 2019 às 10:08

NEGÓCIOS: Rondônia tem portas abertas para negociar com nação que tem “dois Brasis em dinheiro”

FOTO: (Secom)

Ao receber, sexta-feira (15), a lista de produtos que Rondônia tem a oferecer, a Câmara de Comércio Brasil-China  deu mais um passo para atender as necessidades do país mais povoado do mundo.

 

Na visita anterior a Porto Velho, quando foi recebido no auditório Jerônimo Santana do Palácio Rio Madeira, o presidente da entidade, Charles Tang despertou empresários para o fato de o Brasil ter superávit nas trocas com a China, embora tenha acumulado déficits durante oito anos. “Agora, a China tem dois Brasis no banco, em dinheiro”, ele disse naquela ocasião.

 

Desde o reatamento das relações com o Brasil, em 1974, a China era cinco vezes mais pobre que o Brasil, mas hoje é nove vezes mais próspera, mostrava Charles Tang na reunião do ano passado.

 

Em maio de 2018, o líder empresarial demonstrava a crescente oportunidade de mercado para produtos rondonienses na segunda economia mundial.

 

Apesar dos números altamente animadores [leia quadro abaixo], conforme noticiava a Agência France Presse (AFP) em novembro do ano passado, mais de 82 milhões de chineses vivem na pobreza, com menos de um dólar por dia. Lá, a pobreza se caracteriza por um rendimento anual inferior a 2.300 iuanes (US$ 375, 295 euros), o que corresponde a menos de um dólar por dia. Segundo o encarregado de desenvolvimento, Zheng Wenkai, no final do ano passado, 82 milhões de chineses – em uma população total de 1,36 bilhão – viviam sob este apertado limite.

 

O Banco Mundial considera, por sua vez, que o limite da pobreza está em 1,25 dólar por dia: isso quer dizer que 200 milhões de chineses estão na pobreza, se levarem em conta os critérios internacionais”, comentou Zheng. “A maioria desses chineses vive em zonas de risco de terremotos ou com infraestruturas muito precárias, o que complica os esforços para tirá-los da pobreza”, assegurou.

 

 

 

 

 

UM PIB DE US$ 11,9 TRILHÕES

 

► A população chinesa é de 1,379 bilhões, sete vezes a do Brasil. Sua expectativa de vida é de 77,3 anos.
► O Produto Interno Bruto (PIB) chinês é US$ 11,9 trilhões. O PIB brasileiro cresceu 1% em 2017.
► A taxa de desemprego é de 4,1%, alfabetização, 95%, e Índice de Desenvolvimento Econômico 90.
► Seu crescimento real é de 6,9%
► Tem 23 províncias, 34 divisões administrativas e cinco regiões autônomas.

 

 

QUEM É CHARLES TANG

 

Além de presidente da Câmara de Comércio Brasil-China, Charles Tang é membro do Conselho Consultivo Internacional do Governo de Wuhan; conselheiro econômico do Governo de Jilin City; assessor da Associação de Amizade com Países Estrangeiros do Governo do Povo da Província de Jiangxi; e conselheiro consultivo do Governo de Huainan e do Governo de Naang.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS