close

RECURSO: Emenda de R$ 11 milhões será destinada para reforma no Hospital João Paulo II

O governador sempre tem apontado a área de Saúde como a mais complexa, principalmente quando o assunto é sobre o Hospital João Paulo II

SECOM

18 de Fevereiro de 2019 às 14:21

RECURSO: Emenda de R$ 11 milhões será destinada para reforma no Hospital João Paulo II

O governador destacou que a chegada desse recurso é fundamental para que sejam feitos os reparos necessários no JPII FOTO: (Secom)

O Hospital e Pronto Socorro João Paulo II terá brevemente uma reforma na estrutura, visando melhores condições de atendimento para a população. A informação foi reforçada com a emenda de uma deputada federal no valor de R$ 11 milhões anunciada na manhã desta segunda-feira, 18, durante reunião com o governador do Estado, coronel Marcos Rocha, o vice-governador, José Jodan, e o Secretário de Estado da Saúde, Fernando Rodrigues Máximo.

 

O governador sempre tem apontado a área de Saúde como a mais complexa, principalmente quando o assunto é sobre o Hospital João Paulo II. Várias alternativas são discutidas que possam garantir recursos para a construção de uma nova unidade. Conforme explicou Marcos Rocha, a emenda será rapidamente utilizada para algumas melhorias que possam ir ao encontro da população.

 

Marcos Rocha enfatizou que a principal meta do governo é construir um novo hospital de urgência e emergência na Capital que irá substituir o João Paulo II e, consequentemente,  melhorar o atendimento, deixando claro que isso será possível com grande união entre governo e parlamentares. “O objetivo do governo é construir um novo hospital. Estamos direcionados com esse propósito. A construção de um novo hospital é de grande importância. O governo está trabalhando para um novo hospital de urgência e emergência, mas precisamos direcionar recursos para que o João Paulo II continue atendendo até que a nova unidade possa ser construída”, frisou o governador, destacando, ainda, o agradecimento ao trabalho da deputada e deixando claro que não há mais diferença partidárias e, sim, um trabalho conjunto de interesse da população. “Nosso partido é o Brasil, é Rondônia e o intuito é sempre trabalhar com a finalidade de buscar o melhor para a população”.

 

O governador disse que o novo hospital de urgência e emergência não ficará pronto em menos de 3 anos e a população não pode ficar desassistida. “Então, a gente precisa enquanto isso atender bem a nossa população. A chegada desse recurso é fundamental para que sejam feitos os reparos necessários, bem como a aquisição de equipamentos que serão posteriormente utilizados no novo hospital”, argumentou o governador que reforçou com o secretário Fernando Rodrigues Máximo a apresentação de um projeto para a utilização da emenda.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS