close

ESPAÇO ABERTO: DNIT vai trocar lombadas eletrônicas por quebra-molas nas rodovias

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO

6 de Fevereiro de 2019 às 08:37

ESPAÇO ABERTO: DNIT vai trocar lombadas eletrônicas por quebra-molas nas rodovias

FOTO: (Rondoniaovivo)

AGRICULTURA FAMILIAR


Os produtores da agricultura familiar que participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) já podem procurar as prefeituras, bem como os escritórios da Emater-RO nos municípios para se cadastrarem na próxima etapa do programa.
Anualmente os produtores renovam seus cadastros para que possam vender produtos da agricultura familiar ao PAA que é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), em parceria com a Emater-RO e as prefeituras que estão aderindo para participar do programa.


Nessa modalidade de compra direta e doação simultânea, as entidades sociais que recebem os alimentos do PAA em doação também devem renovar seus cadastros para continuarem a receber os alimentos. Essa nova etapa do PAA começará a ser operacionalizada no próximo mês de março.

 

 

 

 


LOMBADAS INOPERANTES


Por conta do fim do contrato com a empresa que administra as lombadas eletrônicas e a demora no edital para nova licitação todo o estado de Rondônia está sem fiscalização eletrônica nas BRs e avenidas das cidades. Nosso estado tem 70 equipamentos entre radares fixos e lombadas eletrônicas. Irermar Lima, coordenador de Estatística do Detran-ro  diz que os números mostram que a fiscalização eletrônica reduz entre 25 e 95 por cento a violência no trânsito.

 

 

CONSCIENTIZAÇÃO


Tomara que alguns motoristas não façam dessa notícia um motivo para desrespeitar os limites de velocidade e pôr em risco a vida das pessoas. Justamente pelo fato de que muitos pedestres acostumados com a redução de velocidade em locais com fiscalização acabam atravessando as vias “automaticamente” sempre confiando que os motoristas vão obedecer os limites. 

 

 

AUXÍLIO PARA A PRF


Max Cabral, da assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal diz que o trabalho de fiscalização da PRF, principalmente velocidade, é feito com radares móveis no entanto toda a fiscalização que deixa de ser feita contribui para aumento dos índices de acidentes. Na verdade, bom seria trocar os radares pela conscientização mas como ainda estamos longe de ver isso na prática que permaneçam os radares nas estradas. Só quando arde no bolso é que alguns motoristas pensam duas vezes antes de abusar ao volante.

 

 

QUEBRA-MOLAS VÃO RETORNAR


O superintendente do DNIT no estado, Claudio Neves, disse que o contrato das lombadas é gerenciado por Brasília e a nova diretoria não quis prorrogá-lo porque já teria ocorrido outras 03 prorrogações. Para resolver a questão a coordenação de operações rodoviárias licitou um novo contrato, no entanto o certame está na justiça não tendo prazo para definição. Claudio diz que somente na segunda-feira (04) essa informação foi repassada para Rondônia. Sem contrato em vigor todas as lombadas eletrônicas terão quer ser retiradas. O DNIT está analisando os locais onde isso vai acontecer e, caso a retirada comprometa a segurança vão ser construídas lombadas físicas, o famoso quebra-molas, até que se tenha um novo contrato de radares.

 

 

 

 

 

 

VAGA PARA ANESTESISTA

 

O governo de Rondônia, através da Comissão Especial de Licitações (CEL) da Superintendência Estadual de Licitação (Supel), informa à todos os interessados que o Chamamento Público Nº. 020/2018/CEL/Supel/RO, que tem como objeto o credenciamento de pessoa física, pessoa jurídica e/ou entidades sem fins lucrativos que atuem na Especialidade de Anestesiologia ainda está aberto.
O chamamento determina ainda que o serviço seja realizado de forma contínua, a fim de atender a demanda de usuários dos serviços de saúde da rede pública do Estado de Rondônia, internados nas dependências do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, Hospital e Pronto Socorro João Paulo II e Complexo Hospitalar Regional de Cacoal.


A comissão informa ainda que a análise da documentação se dará imediatamente após a data de recebimento desta pela Supel/RO, razão pela qual a sessão agendada para a data de 28.02.2019 está desmarcada.
 

 

 

 

 

 

CURIOSIDADE:

 

Com o objetivo de separar a municipalidade da área de influência da Madeira-Mamoré foi criada a rua Divisória, atual Presidente Dutra. Exatamente nessa localização foi instalada uma cerca dividindo Porto Velho em duas: o lado Leste era zona de influência do município e o lado Oeste zona de influência da Madeira-Mamoré.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS