close
logorovivo2

ESPAÇO ABERTO: Caerd diz que consumidor vai pagar as contas dos roubos de hidrômetros

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO

14 de Janeiro de 2019 às 08:46

ESPAÇO ABERTO: Caerd diz que consumidor vai pagar as contas dos roubos de hidrômetros

FOTO: (Rondoniaovivo)

HIDRÔMETRO


Nos últimos 06 meses foram furtados em Rondônia, segundo a Caerd, mais de 1200 hidrômetros. Só na capital foram mais de 500 ocorrências. Os ladrões roubam o equipamento para vender a parte de cobre que reveste o relógio marcador de consumo de água. José Irineu, Presidente da Caerd, diz que a empresa vai fornecer outro hidrômetro para todos os consumidores que tiverem registrado o furto na polícia. De acordo com Irineu cada equipamento custa em média 100 reais.

 

 

José Rufino presidente da Caerd. Foto: Reprodução 

 

 

 

HIDRÔMETRO 02

 


Vai haver a substituição do equipamento roubado mas apenas uma única vez, alerta o Presidente da Caerd. Irineu diz que a partir do segundo roubo é o consumidor que vai arcar com a despesa. Frisou que os usuários do serviço precisam zelar pelo material. A orientação é cada pessoa instalar uma grade de ferro que proteja o medidor. 

 


VISITA


Marcos Rocha recebeu na sexta-feira e sábado, 11 e 12, a visita do governador do Acre, Gladson Cameli,  em sua primeira viagem oficial. No encontro foram discutidas políticas públicas para o agronegócio e também na área da industrialização e austeridade fiscal. Também foram apresentadas pelos dois governos ideias de um plano de ação para consolidar essas políticas.


No sábado, o governador acreano teve importante agenda na Fazenda Céu Azul, no município de Cujubim (RO), onde num encontro com empresários da região anunciou a abertura do Acre para o agronegócio.


O governador Gladson Cameli estava acompanhado do secretário de Estado de Produção e Agronegócio, Paulo Wadt.

 


ORGULHO DO MADEIRA


Parece que não tem dado muito certo o trabalho da Patrulha Condominial da Polícia Militar criada para substituir o posto de atendimento que havia na rua Osvaldo Ribeiro, bairro Socialista, na zona Leste de Porto Velho. Praticamente quase todos os dias são registradas ocorrências no conglomerado  de  apartamentos onde vivem, segundo a prefeitura, cerca de 20 mil pessoas. Na verdade, ninguém sabe exatamente qual a função e atuação da tal patrulha já que quase diariamente bandidos se misturam aos cidadãos de bem para praticar a criminalidade. Vale sempre lembrar que a maioria das pessoas que moram no Orgulho do Madeira é gente de bem, trabalhadores que saem muito cedo de casa e só retornam a noite do serviço. 

 

 

DOIS PESOS E UMA MEDIDA


Durante a sua posse e a dos secretários o governador Marcos Rocha fez elogios aos deputados estaduais porque nenhum deles teria pedido cargos no governo ou influenciado na escolha do secretariado. Agora, uma fonte do próprio governo afirma que o governador tem tentado colocar o dedo na escolha  da mesa diretora da Assembleia. Ora, se deputado nenhum não pode indicar ninguém porque teria o Governo a benesse de fazê-lo?

 

 

MALA PRETA


Circula  nos bastidores da política que teria sido feita uma oferta em dinheiro para que um nome indicado pelo governador assumisse a presidência da Assembleia. A situação teria sido presenciada por dois deputados e mais uma pessoa. Houve um desconforto geral sobre o fato que já estaria sendo encaminhado para instituições de fiscalização, controle e combate à corrupção como Ministério Público Federal, Estadual, Polícia Federal e Gaeco. Vamos aguardar os próximos capítulos.

 

 

FAKE OU VERDADEIRO


Prefeito Hildon Chaves divulgou em uma rede social que a prefeitura investiu em diversas áreas como infraestrutura, agricultura, educação, saúde e turismo, além de  investimentos em projetos e programas que teriam dado ótimos resultados para Porto Velho. Prefeito afirma que o município economizou R$ 36 milhões em licitações. Otimismo a parte vale lembrar ao nobre Alcaide que o Complexo Esportivo Padrão não está completamente reformado diferente do que foi anunciado pela prefeitura.  

 

 

ENTROU SÓ PARA PARTICIPAR


O fato inusitado envolvendo o time sub 20 do Galvez, do Acre, chama a atenção pela falta de recursos financeiros de muitas equipes que participam da Copinha e da própria organização da competição que deveria criar alguns critérios e condições para que o torneio fosse realizado no tamanho que é. Este ano foram 128 times participantes. A equipe acreana chegou na terceira fase da competição vindo a perder para o Palmeiras neste domingo (14) pelo placar de 3 a 0 e ser eliminada da competição. Após a partida, o técnico do time do Acre, Oziel Moreira, deu entrevista para uma emissora de TV e pediu ajuda do próprio Palmeiras para que seu time pudesse voltar para o Norte. O Galvez havia feito  um planejamento para retornar após a segunda fase do torneio prevendo uma eliminação precoce. Todas as passagens tiveram que ser canceladas e faltou dinheiro para uma nova compra de passagens. Solidário ao pedido, o Palmeiras se prontificou a atender ao apelo. A questão é como seria para a meninada voltar para casa se ninguém aparecesse para ajudar? 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS