close

ESPAÇO ABERTO: Marcos Rocha sem a cautela de Bolsonaro

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO

26 de Dezembro de 2018 às 08:30

ESPAÇO ABERTO: Marcos Rocha sem a cautela de Bolsonaro

FOTO: (Rondoniaovivo)

DESCASO


O leitor João Pedro, do centro da capital, manda foto e pergunta: será que está faltando dinheiro para o Banco do Brasil, na Calama, arrumar o letreiro na fachada ou como é um prédio público tanto faz trabalhar desse jeito mesmo? Uma resposta a coluna tem meu caro João. Dinheiro é o que menos está faltando.

 

 

 

 

 

 

 


DESCASO 02


Leitor Pedro Neves, do bairro Nova Porto Velho, manda foto de uma caixa de madeira no meio da avenida Amazonas quase esquina com Venezuela. A caixa serve como "sinalização" já que um bueiro está aberto na avenida. Pedro Neves diz que é impressionante a omissão da prefeitura em questões básicas de segurança como essa. Ele finaliza com uma afirmação: duvido que ninguém da secretaria municipal de trânsito não tenha passado pelo local e visto o problema.

 

 

 

 

 

 


MATO ROÇADO


Governador Daniel Pereira pediu para o responsável pelo DER, em Buritis, limpar a pista de pouso no aeroporto local que estava tomada pelo mato. Amarildo Ribeiro, chefe do DER de Buritis, mandou as fotos do serviço concluído. A manutenção do aeroporto é de responsabilidade da prefeitura. A coluna divulgou com exclusividade que um piloto usou a hélice de um avião Caravam para dar uma limpada no local, no sábado passado, após pousar.


 

 

 

 

 

 

 

APOSTA NAS BOAS INTENÇÕES

 

O tsunami já passou. A partir de janeiro não há avalanche Bolsonarista que sustente os governos que se elegeram na carona dele, o que é o caso de Marcos Rocha em Rondônia. O novo governador vai ter que andar por conta própria e não há nem como comparar desafios. Brasil e estados são coisas distintas com necessidades e problemas pontuais. Óbvio que algumas ações federais podem ter influência direta nos estados mas é o gestor de cada casa que vai ter que administrar seus problemas. Marcos Rocha parece ainda insistir na sombra Bolsonaro até mesmo escolhendo muitos militares para gerir o estado. No entanto, demonstra  correr um risco desnecessário que nem Jair Bolsonaro resolveu pagar para ver. Sabendo que vai lidar com ninho de cobras, Bolsonaro nomeou Onix Lorenzoni para a Casa Civil. É um político experiente que já admitiu ter recebido caixa dois porém foi o único que apostou todas as fichas no Capitão quando ele ainda era só um candidato sonhador com a Presidência da República. Rocha, nesse ponto, pensa diferente e parece não se preocupar com isso. Não chamou nenhum político para seu lado mesmo estando ciente do campo minado que vai pisar. Ordem unida, hierarquia e disciplina podem formar excelentes cidadãos mas não são suficientes para gerenciar despesas, manifestações de rua e conflitos pertinentes à uma administração pública.

 

 

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaaovivo.com

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS