close
logorovivo2

Aleks Palitot ouve comunidade escolar do bairro Castanheira

Para o Professor é a comunidade que conhece a realidade e é necessário ter professores e gestores como parceiros

ASSESSORIA

10 de Maio de 2018 às 16:19

Aleks Palitot ouve comunidade escolar do bairro Castanheira

FOTO: (Assessoria)

O Professor Aleks Palitot participou na noite desta quarta-feira (09), do 5º encontro de discussão dos eixos temáticos da Conferencia Municipal de Educação - COMED/2018, realizada na Escola Rio Guaporé, no bairro Castanheira, Zona Sul da capital, onde se reuniram gestores, professores e comunidade para tratar das problemáticas enfrentadas nas escolas daquela localidade.

 

De acordo com Palitot “é um interessante processo quando se convida a sociedade para falar, para expressar os anseios e angustias que a afligem, e cabe a mim, como vereador fazer chegar até onde deve estas recomendações”, afirma o edil.

 

Para o Professor é a comunidade que conhece a realidade e é necessário ter professores e gestores como parceiros, pois são estes os personagens que passam o conhecimento e dividem grande parte do tempo com as futuras gerações.

 

Com cerca de 10 anos na gestão da unidade, a Diretora Karla Benvinda Sousa conta que foi um incumbência da Semed as escolas de discutirem os oito eixos da Conferencia nacional de Educação (CONAE/2018).

 

“Esta é a 5ª reunião e é importante que a comunidade fale os problemas, é o momento de fazer valer a nossa voz. Tudo o que foi tratado aqui, nesta noite, será relatado ao Fórum Municipal Permanente”, conta a Professora.

 

“O Professor Aleks Palitot também é uma pessoa pública e conhecedor da nossa realidade e muito importante que nos auxilie a explicar à comunidade o que vem sendo discutido no âmbito do legislativo municipal”, afirma a Diretora.

 

Um dos pontos abordado no encontro foi a contratação de profissionais para educação. Segundo o Professor Aleks Palitot o município alega que Porto Velho está no limite orçamentário prudencial e ressaltou que isto não é culpa do professor, do gestor escolar, do aluno ou munícipe. É culpa da gestão municipal.

 

“Como presidente da Comissão Mista de Responsabilidade Fiscal, uma responsabilidade presidida pelo vereador mais votado, encaminhei documentos sobre os mais de 1.500 cargos comissionados da atual gestão e interroguei sobre a redução desse quantitativo”, relata o vereador.

 

“Em relação a greve, a categoria pede apenas a equiparação salarial, para que fosse corrigido esse disparidade no poder de compra perante a inflação, de um salário que já é tão baixo” esclarece o vereador.

Aleks Palitot ouve comunidade escolar do bairro Castanheira
Aleks Palitot ouve comunidade escolar do bairro Castanheira

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS