close

FICHA SUJA – Condenação de Roberto Sobrinho "transitou em julgado" e petista está fora da corrida eleitoral - VÍDEO

O requerimento assinado pelo advogado Nelson Canedo Mota apresenta a certificação do acordão que mantém a condenação de Roberto Sobrinho por pratica de ato doloso de improbidade administrativa que causou dano ao erário e enriquecimento ilícito proferido p

DA REDAÇÃO

27 de Agosto de 2016 às 11:54

FICHA SUJA – Condenação de Roberto Sobrinho "transitou em julgado" e petista está fora da corrida eleitoral - VÍDEO

FOTO: (Divulgação)

Um requerimento protocolado no TRE/RO (Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia) neste último sábado (27) colocou um ponto final na candidatura do ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT) em Porto Velho.

De acordo com o documento impetrado pela coligação “Porto Velho Mais Forte”, composta pelas legendas PSB, PSD, PDT, REDE, PC do B, PV, PHS, PTC, PPL e SD, uma falha da assessoria jurídica do candidato petista foi o causador da sua inelegibilidade.

O requerimento assinado pelo advogado Nelson Canedo Mota apresenta a certificação do acordão que mantém a condenação de Roberto Sobrinho por pratica de ato doloso de improbidade administrativa que causou dano ao erário e enriquecimento ilícito proferido pelo TJ/RO (Tribunal de Justiça de Rondônia). VEJA VÍDEO ABAIXO

Para a surpresa de muitos ou insondável propósito do destino na data de ontem (26.08.2016), eis que o 1° Departamento Judiciário do TJ/RO, onde tramita a referida ação, certificou nos autos que o acordão que manteve a condenação proferida pelo Juízo de primeiro grau, relativamente a Roberto Eduardo Sobrinho, transitou e julgado em 25.08.2016”, escreveu Nelson Canedo em seu requerimento.

Acontece que não houve recurso dos advogados de Roberto Sobrinho em condenação que o torna "Ficha Suja" e inelegível por um período de oito anos  ou seja, o ex-prefeito do PT não tem direito legal de permanecer na disputa eleitoral à prefeitura de Porto Velho.

Apontado como líder na última pesquisa IBOPE com 22% das intenções de votos, Roberto Sobrinho ainda deve se explicar à justiça por outros processos que tramitam em seu desfavor.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS