close
logorovivo2

OLHAR POLITICO - Jesualdo Pires pode ser padrinho de Andréia – Por João Paulo Prudêncio

OLHAR POLITICO - Jesualdo Pires pode ser padrinho de Andréia – Por João Paulo Prudêncio

DA REDAÇÃO

5 de Agosto de 2013 às 17:41

OLHAR POLITICO - Jesualdo Pires pode ser padrinho de Andréia – Por João Paulo Prudêncio

FOTO: (Divulgação)

Retorno

O presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho (PSD), iniciou sua primeira semana parlamentar após os 30 dias em que permaneceu afastado da Casa de Leis Estadual.

Alegações

Ele deixou bem claro que o afastamento tratava-se de perseguição política direcionada pelo executivo através da Polícia Civil e que não existe nenhuma prova que ligue o envolvimento deles com os seus assessores parlamentares apontados de integrarem a organização que lesava os cofres públicos estaduais e instituições bancárias.

Lógica

É claro que o fato de assessores envolvidos no esquema não representam que o deputado tenha participação na Organização Criminosa. Se a investigação da última operação realizada na Assembleia Legislativa denominada “Termópilas” tivesse seguido a mesma linha da operação “Apocalipse” o governador do estado teria sido afastado, já que um de seus assessores foi preso dentro de sua residência pela Polícia Federal.

Porém

Fatos ainda não esclarecidos colocam em cheque a não participação de alguns deputados que alegam não terem conhecimento do esquema deflagrado pela Polícia Civil.

Doação

Apontado pela Polícia Civil como atuante nas ações criminosas realizadas pela organização, o assessor do deputado Hermínio Coelho, Andrés Fernandes Dias, realizou uma doação no valor de R$ 30 mil reais para a campanha que elegeu Hermínio ao cargo Deputado Estadual.

Lei eleitoral

Acontece que de acordo com a lei eleitoral uma doação de pessoa física para campanha eleitoral tem o limite de até 10% do rendimento anual do doador, isso contado os ganhos apenas do ano anterior à doação.

Bom salário

Para realizar essa doação Andrés teria de possuir um rendimento mensal de R$ 25 mil no ano de 2009.

Ficam as perguntas

Será que Hermínio não se interessou em saber quem eram as pessoas que realizavam as doações? Qual a profissão ou empreendimento dos doadores? De onde viria esse dinheiro? E por qual motivo ele recebia em seu endereço residencial faturas de cartão em nome de Andrés?

Jesualdo Pires

Nos bastidores políticos existem fortes rumores de que Andréia Argemiro de Macedo Braga permaneceu no quadro de servidores da ALE/RO, pois vinha indicada pelo gabinete do ex-deputado Jesualdo Pires, ele deixou seu cargo na Assembleia após vencer a eleição para a cadeira de prefeito do município de Ji-Paraná, deixando a vaga para o deputado petista Cláudio Carvalho.

Então

Até para evitar que esses boatos cresçam e acabe abalando sua administração, o prefeito de Ji-Paraná deve esclarecer se conhece Andréia Argemiro de Macedo Braga, esposa de um dos supostos líderes da ORCRIM. Se ele pediu para Cláudio Carvalho sua manutenção de emprego na casa de leis. Pediu prefeito?

Vermelhos

Um grupo de militantes do Partido dos Trabalhadores saiu revoltado do julgamento ético-disciplinar ocorrido no último dia 03 de agosto em Ji Paraná, que pedia punições para petistas acusados de participarem de esquemas de corrupção em Rondônia.

A raiva

Encabeçada pela ex-Senadora Fátima Cleide, um grupo petista cobrava punições severas a nomes como o ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho, preso no mês de dezembro de 2012.

Padre Ton

Porém do outro lado estava o grupo de Padre Ton e Roberto Sobrinho, aliados dentro da sigla partidária. O Padre defendeu seus aliados de todas as formas necessárias, brigou, xingou, questionou e conseguiu. Roberto e sua ala petista saíram impunes da reunião da legenda trabalhista.

Vergonha

Para muitos militantes fundadores do PT rondoniense a reunião serviu como profundo motivo de vergonha. Muitos indignados com o absurdo que estavam vendo decidiram sair do partido e tomarem outro rumo político.

Fim

Dessa forma o PT rondoniense continua a passos largos para o fim de suas últimas forças políticas dentro do cenário rondoniense. Fato comprovado nas ultimas eleições municipais.

Só acho

Que um padre seguidor de uma doutrina Cristã de zelo pela humildade e cuidados com os maus humildes e necessitados vitimas da falta de Cristo nas almas dos homens, não poderia jamais defender tão piamente alguém que já foi preso e acusado por corrupção. Já que é a corrupção o maior motivador da miséria no Brasil.

Facebook

Fale com o Olhar Político

O Olhar Político é uma coluna assinada pelo jornalista João Paulo Prudêncio, mande informações e opiniões através do e-mailjoaoprudencio@rondoniaovivo.com ou entre em contato com a redação do jornal eletrônico Rondoniaovivo através do telefone (69) 3229-8673.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS