close
logorovivo2

VERGONHOSO LESA RONDÔNIA - Confucio Moura pediu para governador de Roraima assinar proposta de Rondônia para dar isenção para Usinas

Que o senhor tenha a decência e honra de vir a publico explicar sua gestão para as Usinas não pagarem o ICMS. Caso se negue, não tem problema, daí por diante saberemos com quem estamos lidando. Estaremos lidando com um Lesa Rondônia

DA REDAÇÃO

5 de Julho de 2011 às 07:38

VERGONHOSO LESA RONDÔNIA - Confucio Moura pediu para governador de Roraima assinar proposta de Rondônia para dar isenção para Usinas

FOTO: (Divulgação)

A isenção de ICMS para as Usinas do Rio Madeira está sendo discutida nas esquinas da capital. O interior também começa a tomar ciência da chamada Isenção Lesa Rondônia. O único que não fala nada, muito menos escreve no seu blog é o governador Confúcio Moura. (saiba mais sobre o caso, aqui)
 
Com um perfil “escrevinhador”, que fala pelos cotovelos no blog, Confúcio tem se omitido a dar uma explicação plausível sobre a isenção de ICMS que pode chegar a 600 milhões de reais de renuncia fiscal. E não foi por falta de buscarmos uma declaração sua. Até um documento enviamos, com alguns questionamentos sobre o caso. O material foi via e-mail do Decom – Departamento de Comunicação do Governo.
 
Na resposta, a assessoria do governador disse que o Confúcio não tinha amplo conhecimento do assunto, que era assunto técnico e devia ser respondido por uma técnica do Sefin – Secretaria de Finanças do Estado. Ou seja, nem o governador, nem o secretário de fazenda estariam totalmente a par do assunto Isenção para Usinas.
 
Partimos então para uma pesquisa no blog do Governador, onde ele despeja suas idéias e andanças por Brasília. Lá, encontramos uma postagem do Governador onde o referido governante fala sobre o assunto.
 
Ou seja, ou sua assessoria mentiu, ou ele está correndo da opinião publica, com medo do desgaste na boca do povo.
 
Pois bem, no último dia 22 de maio, Confúcio foi a uma reunião  de governadores em Brasília. Nove governadores da região amazônica estavam presentes. Nesta reunião, Confúcio atuou como um verdadeiro interessado na isenção para as Usinas.
 
No relatório da reunião, Confúcio disse que uma coisa tinha ficado combinado “ Os estados amazônicos não podem perder um tostão de receita.” Daí, tangenciou sobre o “Norte competitivo”, “dividas dos Estados” e “Política Ambiental”.
 
Ao final da postagem no seu blog, o governador escreveu “ Obs: Na base do informalismo, conversei com o Governador de Roraima, José de Anchieta, que era o único Estado que não havia ainda assinado uma proposta de RONDONIA no Confaz, para resolver de uma vez por todas o incentivo fiscal para as usinas do Madeira na importação de pecas. Ficou fechado. Ele me atendeu. Fiquei satisfeito.”
 
Ou seja, Confúcio sabe sobre a isenção. Sua assessoria sabe. Ele mesmo está fazendo gestão para se resolver o problema das Usinas e lesar o povo de Rondônia. Só não fala em público.
 
Em outra reunião em Brasília, Confúcio reportou :
Benedito, secretário da Sefin, que também nada fala sobre a isenção de ICMS para Usinas
 
25/05 – “A margem de dinheiro é pequena para o povo dizer o que deseja que o Governo faça. E cada vez mais fica pouco o dinheiro para investimento.” . Pelo jeito o dinheiro das Usinas vai fazer falta. Ou não Confúcio?
 
Numa postagem de 19/11, Confúcio mostrou que sabe como funciona a memória do cidadão comum – “Todo mundo paga imposto. O povão pensa que não porque não faz declaração de renda. Mas, justamente o pobre é que mais paga imposto. De toda mercadoria, da luz, celular, passagem do ônibus. E o governo pega o dinheiro. E o povo deve procurar saber pra onde vai o seu dinheiro! Muitos  nem ligam, indiferentes, deixam pra lá.”
 
Pois bem Confúcio, não vamos deixar barato. Nem vamos deixar "pra lá" Queremos saber.
 
Que o senhor tenha a decência e honra de vir a publico explicar sua gestão para as Usinas não pagarem o ICMS. Caso se negue, não tem problema, daí por diante saberemos com quem estamos lidando. Estaremos lidando com um Lesa Rondônia. Digno de ser o personagem que deu nome ao livro a “ ética da malandragem” do jornalista Lucio Vaz..

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS