close

Foi-se o amigo, ficaram o exemplo e as lembranças

POR VALDEMIR CALDAS

26 de Novembro de 2019 às 10:01

Tive a honra (e agradeço a Deus por isso) de desfrutar da amizade de Euro Tourinho, um homem que viveu semeando a paz, o amor, a honestidade. Seu Euro, como eu costumava chamá-lo, foi um cidadão íntegro, um pai exemplar e um profissional correto e sério. Era um homem simples, despojado de vaidades e modesto até demais, para quem durante mais de cinco décadas comandou um dos mais importantes jornais de Rondônia, respeitado pelo seu equilíbrio, refletindo a própria personalidade de seu diretor.

 

Não estou exagerando nem um pouco quando afirmo, sem medo de errar, que seu Euro dignificou e honrou a imprensa, engrandecendo-a pela postura irrepreensível como profissional exemplar que foi durante toda a sua fecunda e radiosa existência de noventa e sete anos. Quem o conheceu sabe que estou sendo fiel ao seu estilo de vida, ao seu caráter, ao seu temperamento cordato.

 

Seu Euro era um homem respeitado e admirado por todos, até por desafetos. Em seu escritório de trabalho, destituído de qualquer ostentação, recebeu a visita de personagens importantes da politica, da administração e dos negócios. Convidado, inúmeras vezes, nunca quis ingressar na politica. Ele até poderia, se tivesse ambição, ter chegando a um dos postos da República (Senador, Deputado Federal), mas o jornalismo era a sua menina dos olhos, profissão a qual se entregou de corpo e alma, com seriedade e responsabilidade, fazendo dela um verdadeiro sacerdócio.

 

Seu Euro entendia a imprensa como um instrumento a serviço da verdade, das boas causas públicas, uma ferramenta do bem-estar social e do desenvolvimento, e não para fazer futricas e semear a cizânia. Equilibrado na maneira de colocar as palavras, porém vigoroso na defesa dos interesses públicos, não se tem noticia de que tenha caluniado ou difamando.

 

 "Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemos-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras" (1 Tessalonicenses 4, versos 13 a 18). 
 

Que o SENHOR o acolha em sua infinita misericórdia. À família Tourinho, meus sinceros e profundos sentimentos pela perda irreparável. Foi-se o amigo, ficaram o exemplo e as lembranças.

MAIS COLUNAS

Valdemir Caldas

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS