close
logorovivo2

Terrenos baldios – o eterno problema

POR VALDEMIR CALDAS

26 de Fevereiro de 2019 às 09:12

O prefeito de Porto Velho, doutor Hildon Chaves, precisa jogar pesado contra proprietários de terrenos baldios, que não têm qualquer senso de estética nem limites à especulação, comportando-se como se fossem donos da cidade, numa clara demonstração de desrespeito à lei e à autoridade.

 

Não é de hoje que a prefeitura vem tentando conscientizar essa gente sobre a necessidade de manter seus imóveis limpos, murados ou cercados. Mas parece que o poder público municipal vem pregando a ouvidos moucos. E o resultado dessa desobediência crônica é um número cada vez mais crescente de terrenos abandonados, com água empoçada e matagal por todos os lados, verdadeiros refúgios de insetos e animais peçonhentos, causadores de doenças as mais variadas.

 

Sem contar que a maioria desses imóveis serve também de esconderijos para marginais e viciados em drogas, aumentando, assim, os já elevados índices de criminalidade contra os quais se debatem os moradores de Porto Velho. Como primeira providência, o poder público poderia lançar mão dessas áreas, desapropriando-as e transformando-as em locais de lazer para a população. Para ser respeitada, a lei precisa ser temida. E, pelo visto, esse pessoal não teme a lei.  Já passou da hora, portanto, de a prefeitura enquadrar os que se julgam donos da cidade, adotando medidas severas, rigorosas e coercitivas, destinadas a fazer prevalecer o interesse coletivo contra os de uma minoria abastarda e irresponsável.    

 

MAIS COLUNAS

Valdemir Caldas

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS