close
logorovivo2

Traficantes rondonienses são presos no Piauí após receberem cocaína por Sedex

A droga foi enviada de Porto Velho, capital de Rondônia, por um remetente identificado como Andressa Mendes Lobato, e tinha Enayra como destinatário. "Quando a encomenda atrasava, ela mesma ia buscar na agência", afirma Tales Gomes.

TOP NEWS

29 de Dezembro de 5186 às 10:37

Traficantes rondonienses são presos no Piauí após receberem cocaína por Sedex

FOTO: (Divulgação)

Os Correios de Teresina (PI) fizeram uma entrega inusitada no final da manhã desta quinta-feira (29), o que resultou na prisão de três pessoas. Enayra Machado de Carvalho, Cássio Sousa Brito e Maria Izabel Paula Moreno de Vargas receberam por Sedex cinco pacotes de cocaína pura. A droga, avaliada em R$ 125 mil, estava compactada dentro de uma bexiga e foi entregue na caixa dos Correios.

Segundo o delegado Tales Gomes, responsável pelas prisões em flagrante, Cássio e Paula são casados e eram responsáveis por distribuir a droga. Enayra, por sua vez, era quem recebia a encomenda em seu endereço, no bairro São Pedro, zona Sul de Teresina, e entregava para o casal. "Acreditamos que eles eram um preposto aqui em Teresina e abasteciam outras cidades do Piauí e do Ceará", afirma o delegado.

A droga foi enviada de Porto Velho, capital de Rondônia, por um remetente identificado como Andressa Mendes Lobato, e tinha Enayra como destinatário. "Quando a encomenda atrasava, ela mesma ia buscar na agência", afirma Tales Gomes.

Cássio e Paula também de Rondônia e estão no Piauí há mais de seis meses. De acordo com o secretário de Segurança Fábio Abreu, o homem já tinha sido autuado por tráfico em outras cidades pelas quais passou. "Ele tem histórico, inclusive, em Parnaíba e Piripiri", afirma Abreu.

O casal havia alugado uma casa no conjunto Manuel Evangelista, zona Sudeste de Teresina, mas há uma semana estava hospedado em um chalé no Atlantic City náutico. No local, a polícia encontrou mais droga e os celulares de Cássio e Paula. No aparelho há mensagens que revelam como funcionava o esquema. Todas as informações serão averiguadas e novas prisões poderão acontecer.

O delegado Tales Gomes afirmou que a jovem que recebeu a droga enviada pelos Correios em sua casa, na rua Oeiras, bairro São Pedro, Enayra Machado de Carvalho, é universitária do curso de Direito e recebia R$ 1 mil por cada encomenda recebida para o casal.

Ele declarou que Enayra Machado, Cássio Brito e Maria Isabel, foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. " Enayra uma jovem universitária, dona da casa, onde a encomenda chegou com cocaína pelos Correios. Fizemos a abordagem e ela disse que a droga era para o casal Cássio e Isabel. Ela avisou que a droga tinha chegado e quando o casal chegou para pegar a droga, foi preso", disse o delegado.

Segundo o delegado, Cássio Brito usava uma carteira de identidade falsa com o nome de Caio, que foi emitida em Teresina e por conta disso, ele está sendo indiciado por crime de documento público falso. Ele adiantou que Cássio tem uma condenação por mais de 8 anos por tráfico de drogas em Rondônia e estão morando há 6 meses em Teresina e desde então, tem feito uso dos Correios para receber drogas em Teresina vindas de Porto Velho para vender na capital piauiense e em outras capitais do Nordeste, como Fortaleza. O carregamento para o réveillon seria enviado para Fortaleza, Ceará.

 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS