close
logorovivo2

SODA CÁUSTICA: Agepen atacou médico após descobrir traição pelo WhatsApp

O atentado cruel ocorreu na manhã desta quarta-feira (06) no estacionamento do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) em Porto Velho (RO)

RONDONIAOVIVO

6 de Março de 2019 às 15:28

SODA CÁUSTICA: Agepen atacou médico após descobrir traição pelo WhatsApp

FOTO: (Richard Nunes/Rondoniaovivo)

 

Em depoimento na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) o agente penitenciário Osiel A. F., 40, declarou que usou soda cáustica para atacar o médico infectologista Gladson Siqueira, 49. O atentado cruel ocorreu na manhã desta quarta-feira (06) no estacionamento do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) em Porto Velho (RO).

 

O suspeito alega que praticou o crime após ler mensagens no WhatsApp da esposa  - uma técnica de enfermagem de aproximadamente 40 anos, e descobrir o caso amoroso que ela tinha com o médico.

 

VEJA MAIS:

 

URGENTE: Agente penitenciário confessa que atacou médico com ácido por causa de mulher

CRUELDADE: Tiroteio no Cemetron após suspeito jogar ácido no rosto de médico

 

O agente penitenciário foi baleado no ombro após atacar o médico com a soda cáustica e trocar tiros. Após ser ouvido na delegacia, Osiel foi levado à uma unidade de saúde para ser medicado. 

 

Um mandado de prisão preventiva será solicitado para que seja possível manter o agente preso.

SODA CÁUSTICA: Agepen atacou médico após descobrir traição pelo WhatsApp
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS