close
logorovivo2

Vilhenense é preso pela PF acusado de incitar caminhoneiros grevistas

Ele foi detido por ser um dos líderes do movimento e não suspeito de ser autor da pedrada que tirou a vida de um motorista de Jaru

FOLHA DO SUL

30 de Maio de 2018 às 20:10

Vilhenense é preso pela PF acusado de incitar caminhoneiros grevistas

FOTO: (Divulgação)

 

A Polícia Federal prendeu agora à tarde e está interrogando, neste momento, um homem de 33 anos, acusado de incitar a violência entre caminhoneiros em greve. Morador da cidade, o suspeito pode ser indiciado por crime incitação à subversão da ordem publica ou social (Lei da Segurança Nacional) e atentado contra segurança de serviço de utilidade pública (Código Penal).

 

O vilhenense preso estava sendo procurado desde a manhã desta quarta-feira, 30. Ele teria trocado mensagens de áudio em grupos do WhatsApp e seu aparelho celular foi apreendido. A análise do equipamento poderá comprovar sua participação nos atos dos quais é suspeito.

 

A PF não forneceu a identidade do homem, que deverá ser mantido na cadeia enquanto prosseguem as investigações sobre seu papel na paralisação dos caminhoneiros. Mas confirmou que ele é morador da cidade e não trabalha como caminhoneiro.

 

Hoje, um motorista de 70 anos foi assassinado em Vilhena. Ele levou uma pedrada no rosto enquanto trafegava pela BR 364. Por enquanto, as investigações não encontraram ligação entre o suspeito preso e o assassinato, que já está sendo apurado.

 

 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS