close
logorovivo2

COMBUSTÍVEIS: Caminhoneiros protestam e bloqueiam oito pontos da BR 364

As manifestações são pacíficas.

RONDONIAOVIVO

22 de Maio de 2018 às 09:07

COMBUSTÍVEIS: Caminhoneiros protestam e bloqueiam oito pontos da BR 364

FOTO: (Ilustrativa)

Nesta manhã de terça-feira, 22, caminhoneiros bloquearam a BR 364, na região de Candeias do Jamari, Ouro Preto do Oeste, Vilhena, Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno e Jaru. Os protesto são contra o aumento do preço dos combustíveis e reajuste no valor dos fretes.

 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os caminhoneiros não bloquearam totalmente a rodovia. Em Candeias do Jamari, mais precisamente no quilômetro 693 da BR 364, a manifestação conta com redutor de velocidade feito por pneus tipo zigue e zague. Todos os veículos de pequeno porte podem passar. Os caminhões e carretas estão parados, formando uma grande fila na rodovia. Já se formaram cerca de 10 quilômetros de congesionamento no trânsito. Os policiais estão no local.

 

No município de Ouro Preto do Oeste, a rodovia está fechada em frente a Lagoa do Alex, no quilômetro 387 da BR 364, na saída para o município de Jaru.

 

Sobre Vilhena, a PRF infromou que há dois pontos de parada onde os caminhões estão desviando para adentrar na cidade. O primeiro no  quilômetro 7 e outro no quilômetro 27 da BR 364. Não há congestinamento na rodovia. 

 

Na cidade de Ji-Paraná, os manifestantes bloquearam a BR 364 no quilômetro 336 na tarde desta terça-feira. O protesto também foi confirmado pela PRF no município de Cacoal, no quilômetro 236, Pimenta Bueno, no quilômetro 191, e Jaru no quilômetro 423, todos na BR 364. 

 

Desde ontem, segunda-feira, 21, os caminhoneiros lideram protestos por todo o país, contra os reajustes nos preços dos combustíveis. A PRF alerta a população para evitar o uso da rodovia, exceto em casos de emergência.

 

 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS