close
logorovivo2

Para família designer foi assassinada; marido é possível suspeito

O médico Amado Rahhal, tio da web designer Abla Rahhal, encontrada morta em sua casa na manhã do último sábado, afirmou neste domingo que sua sobrinha foi assassinada. O suspeito, segundo o médico, recai diretamente sobre o marido de Abla...

DA REDAÇÃO

28 de Abril de 2013 às 10:07

Para família designer foi assassinada; marido é possível suspeito

FOTO: (Divulgação)

Abla com o marido Fabiano Cesar Vergutz.
O médico Amado Rahhal, tio da web designer Abla Rahhal, encontrada morta em sua casa na manhã do último sábado, afirmou neste domingo que sua sobrinha foi assassinada. O suspeito, segundo o médico, recai diretamente sobre o marido de Abla, Fabiano Cesar Vergutz, que chegou a ser detido, mas foi liberado por falta de provas conclusivas.

Segundo Amado, que esteve na casa do casal em Vilhena, “o quarto de Abla estava trancado por dentro e a janela estava aberta. Ele afirma não fazer sentido a designer ter pulado a janela para se enforcar na área de serviço, que fica nos fundos da residência. Ele informou ainda que a filha de Abla, que encontrou o corpo da mãe, saiu gritando no meio da rua e na vizinhança vivem parentes do marido, “a casa estava toda revirada, descaracterizaram a cena, mexendo em tudo”, disse o médico. Amado informou ainda que foi feita a necrópsia e eles vão aguardar o laudo, “ela está com várias marcas estranhas no rosto e no corpo, como se tivesse apanhado. Mas vamos aguardar o laudo para tomar providências”, declarou Amado.

De acordo com depoimento do marido, na sexta-feira ele havia tido uma discussão com a esposa e saiu, deixando-a em casa com a filha, Ele alega que foi dormir na boléia de seu caminhão. Amigos informaram que chegaram a conversar com Abla até às 3 horas da manhã de sábado, pelo Facebook e ela não apresentava nenhum indício de que iria cometer suicídio.

Em seu perfil no Facebook, a última postagem de Abla aconteceu na quinta-feira, quando postou um anúncio de um de seus clientes.

Um choque para todos

Abla Rahhal era bastante conhecida em Porto Velho, prestava serviços para diversas empresas e era muito popular entre os amigos. Todos ficaram chocados com a notícia de sua morte e muitos não conseguem aceitar. Em comentários, pessoas próximas ao casal afirmam “ser difícil aceitar que Fabiano a tenha matado”. Outros alegam que Abla nunca se mataria, ja que sua única filha tinha perdido o pai, morto anos atrás.

Abla Rahhal foi a idealizadora da campanha para doação de sangue para a empresária Janine, que faleceu em março deste ano vítima de uma doença rara.

O velório está acontecendo na funerária São Cristovão, em Porto Velho e o corpo será enterrado às 16 horas no cemitério Jardim da Saudade, na BR 364 sentido Candeias do Jamari.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS