close
logorovivo2

SÓCIOS - Homens são presos acusados de tráfico em Ji-Paraná - fotos

SÓCIOS - Homens são presos acusados de tráfico em Ji-Paraná - fotos

DA REDAÇÃO

18 de Julho de 2009 às 23:30

SÓCIOS -  Homens são presos acusados de tráfico em Ji-Paraná - fotos

FOTO: (Divulgação)

Angelo Canci Neto e Ronilson Fernandes Sabino, sócios no tráfico de drogas no município de Ji-paraná, tiveram que interromper a sociedade criminosa na última quinta-feira, por volta das 14h30 quando policiais do Núcleo de Inteligência da PM em Presidente Médici, com o apoio da SEVIC - Serviço de Investigações e Capturas da Polícia Civil e patrulha de Serviço comandada da PM J. Marques descobriam o lugar onde eles comercializavam a droga.
 
Com Mandado de Busca e apreensão, assinado pelo juiz local, as equipes entraram na residência de Angelo Canci Neto localizada na Av. Ji-paraná. No local estava Ronilson Fernandes Sabino que mora na residência e cumpria albergue no presídio local.
 
De acordo com a Policia Angelo era sócio de Ronilson no crime de Trafico de Drogas. Esta casa servia como boca de fumo, sendo que eles mantinham outra residência como depósito. Durante as buscas nesta casa foi encontrada uma porção de Entorpecentes (paranga), R$ 542,45 pertencente a Angelo e R$ 107,00 pertencente a Ronilson.
 
No local também foram apreendidos televisores, aparelhos de DVD, caderno de anotações da contabilidade do tráfico e celulares. Cumprindo Mandado de Busca (determinado para duas residências), os policiais foram até o outro endereço localizado à Av. Amazonas, local que servia como depósito dos entorpecentes de Angelo e Ronilson.
 
Neste local, foram encontradas em todos os cômodos como também no quintal, 31 porções de entorpecentes que pesaram aproximadamente 65 gramas. Em um dos quartos, embaixo de um vaso sanitário foi localizada uma porção de Entorpecentes que pesava aproximadamente 70 gramas. Uma balança de precisão e várias sacolas já preparadas (recortadas) para servir de embalagem foram apreendidas. Tanto Angelo como Ronilson são reincidentes no crime de tráfico de entorpecentes.
 
Este é mais um trabalho em conjunto entre a Policia Militar e Policia Civil, deixando a população mais tranqüila e confiante.

 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS