close
logorovivo2

Polícia Federal realiza operação contra tráfico de drogas e cinco Estados, incluindo Rondônia

Polícia Federal realiza operação contra tráfico de drogas e cinco Estados, incluindo Rondônia

DA REDAÇÃO

24 de Março de 2009 às 14:22

Polícia Federal realiza operação contra tráfico de drogas e cinco Estados, incluindo Rondônia

FOTO: (Divulgação)

A PF (Polícia Federal) realiza uma operação nesta terça-feira com o objetivo de desarticular organização criminosa voltada para o tráfico internacional de drogas em cinco Estados. Até as 10h, haviam sido presas dez pessoas no Tocantins e três no Mato Grosso. Ao todo, serão cumpridos 18 mandados de prisão preventiva -- entre empresários, pilotos e policiais-- e 30 de busca e apreensão.
 
Batizada de “Face Oculta”, em referência à participação de policiais que ofereciam proteção ao esquema, a operação realiza os mandados em Mato Grosso, Pará, Rondônia, São Paulo e Tocantins.
 
Segundo a PF, as investigações revelaram que pistas clandestinas --construídas em Estados da região Norte do país-- foram usadas como base para o recebimento de drogas que vinham da Bolívia.
 
A distribuição de entorpecentes era feita pela malha rodoviária, especialmente para os Estados de São Paulo, Pará, Maranhão, Ceará, Goiás e Tocantins. As investigações foram iniciadas em julho do ano passado quando foram apreendidos cerca de 400 kg de cocaína.
 
O objetivo das buscas é apreender drogas, armas e documentos relacionados às atividades criminosas, inclusive de bens adquiridos pelo grupo com o lucro do tráfico, como fazendas e casas.
 

Os detidos responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico de drogas, financiamento para o tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, posse ilegal de armas, com penas que podem passar de 30 anos de prisão. Dentre os envolvidos no tráfico estão empresários, pilotos e policiais, além de pessoas especialmente dedicadas ao tráfico de drogas.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS