close
logorovivo2

Roraima - MORTE DE POLICIAL - Presos estavam sem algema e na carroceria

Roraima - MORTE DE POLICIAL - Presos estavam sem algema e na carroceria

DA REDAÇÃO

28 de Junho de 2008 às 08:16

Roraima - MORTE DE POLICIAL - Presos estavam sem algema e na carroceria

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Civil divulgou a versão oficial do episódio que terminou na morte do servidor administrativo da União, Vanderval Mandes Coutinho, 46, ocorrido na tarde de quinta-feira no Município de Bonfim. O servidor, que estava cedido para a Secretaria de Segurança e exercia a função de policial, foi assassinado por um adolescente de 13 ou 14 anos. Vanderval mais o policial civil Gerland Costa Silva e o sargento da Polícia Militar, Paulo Afonso, conduziam o criminoso e outros dois elementos Devalvir e Delcir Laurentino da Silva para a delegacia em cima de uma caminhoneta e sem algemas. O delegado-geral em exercício, Uziel de Castro, explicou que inicialmente foi repassada a informação dada pelo delegado Wulpslander Trajano de Bonfim. “O delegado não estava no local do crime e só ontem quando começou a ouvir testemunhas e os policiais envolvidos é que tomou conhecimento de como tudo tinha acontecido”, explicou. Conforme a atual versão, os três acusados de atacar a equipe policial são suspeitos de cometer furtos e roubos de motocicletas e gado na região de Bonfim. O delegado Trajano havia expedido ordem de missão ao policial Gerlad para que investigasse a denúncia na maloca do Manoá onde possivelmente eles estariam escondidos. “Quando o policial saía acompanhado do sargento na viatura da Polícia Militar, uma caminhoneta S-10, o servidor Vanderval resolveu ir junto”, disse o delegado. Ao chegar à maloca, a equipe encontrou os suspeitos em poder de duas motos e durante a abordagem não apresentaram os documentos, o que gerou a detenção deles. Durante revista na residência dos elementos foi apreendida ainda uma cobra jibóia. Quando a equipe já seguia com os três detidos na carroceria da viatura em direção à delegacia na cidade de Bonfim, os suspeitos começaram uma discussão que obrigou os policiais a parar a caminhoneta. Vanderval saiu da viatura primeiro e foi ver o que estava acontecendo na carroceria, ocasião em que foi atacado pelo adolescente, que estava armado com uma faca e fez um corte na garganta do servidor. O criminoso ainda pegou o revólver que Vanderval usava e deu dois tiros na cabeça da vítima. Quando os outros dois policiais desceram para socorrer o colega também foram atacados por Devalvir e Delcir. O sargento Paulo Afonso ainda puxou sua arma e tentou atirar contra os agressores, mas o revólver não disparou. Ele entrou em luta corporal com um dos acusados e o elemento tomou sua arma e junto com o adolescente passaram a atirar contra os policiais que foram baleados sem gravidade. O sargento foi atingido de raspão na cabeça e Gerland em uma das mãos. O trio fugiu correndo para dentro da mata. O caso está sendo investigado através de um inquérito policial aberto pelo delegado de Bonfim. Ainda na quinta-feira nove equipes de policiais civis e militares seguiram para a região e iniciaram as buscas na tentativa de encontrar os três criminosos. Até um helicóptero do Governo do Estado foi enviado para fazer buscas aéreas e até às 19 horas de ontem a caçada ainda não tinha chegado ao fim. O corpo de Vanderval foi trazido ao IML em Boa Vista e liberado ainda na quinta-feira à noite para os familiares. Ontem à tarde ele foi sepultado.
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS