close
logorovivo2

Amazonas - Quatro fuzilados com dois mortos em Manaus

Amazonas - Quatro fuzilados com dois mortos em Manaus

DA REDAÇÃO

31 de Maio de 2008 às 08:12

Amazonas - Quatro fuzilados com dois mortos em Manaus

FOTO: (Divulgação)

“Crê no senhor Jesus que salvará a ti e a tua família”. A frase está exposta em um muro da entrada do beco Carpinteiro Péres, localizado na rua Raquel, no bairro de Petrópolis – zona sul. No local, na noite de terça-feira (29), quatro jovens, entre eles menores de idade, foram vítimas de pistoleiros – dois deles morreram ontem. Luiz Paulo Brandão Ribeiro, 17; Welington Ribeiro de Souza, 26; Hélio da Conceição Gomes, 18; e Diego da Silva Rodrigues, 16, sofreram o atentado quando conversavam em uma ponte próximo de suas casas. Um quinto jovem, identificado apenas como Anderson, 15, também fazia parte do grupo, foi abordado, mas conseguiu fugir, sem ser baleado. No fim da manhã de ontem, Welington não resistiu aos ferimentos e faleceu. Já Luiz Paulo morreu na tarde de ontem. A polícia prendeu o estudante Marcos Silva Brandão, 18, (o Buiú) – mandante da ação, e Frank Rone, o Foda-se, o executor. Os dois confessaram os assassinatos e assumiram que mataram as pessoas erradas. Até o fechamento desta edição, Diego e Hélio ainda permaneciam internados no Pronto-Socorro João Lúcio, na zona leste, com risco de morte. Moradores do beco não quiseram se identificar, mas afirmaram que havia poucas pessoas no local no momento do crime, quando já passava das 23h e começava a chover. Vizinhos limitaram-se a comentar que escutaram apenas barulho de moto, vários tiros e gritaria. “Eu já estava deitada quando ouvi barulhos. Olhei pela janela e vi apenas os rapazes caídos no chão. Um deles estava com o corpo já quase dentro do igarapé”, declarou uma testemunha. Todos os jovens foram atingidos na cabeça. Eles eram moradores do beco e, segundo vizinhos, não tinham envolvimento com drogas e rixa com galeras. Segundo informações de amigos, eles teriam saído de um encontro com pastores evangélicos, passado em um mercadinho, comprado uma garrafa de refrigerante e teriam ficado conversando na ponte, quando dois homens em uma motocicleta apareceram e começaram a atirar. “Devem ter confundido eles com alguém. Eles sempre foram rapazes calmos e religiosos. O Welington era até obreiro da igreja. Foi uma maldade” declararam os vizinhos. O único que conseguiu escapar foi um adolescente identificado como “Anderson”, de 15 anos. No momento em que os motoqueiros se aproximaram, ele conseguiu correr e se esconder em um rip-rap próximo. Logo após os tiros, os quatro jovens feridos foram socorridos por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Diego e Hélio foram encaminhados ao Pronto-Socorro Doutor João Lúcio – zona leste, e Luiz Paulo e Welington foram para o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), no Centro, onde não resistiram e faleceram. Diego e Hélio permaneciam, até o fechamento desta edição, internados no local, com risco de morte.
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS