close
logorovivo2

Amazonas - Mulher é jogada da ponte por namorado em Manaus

Amazonas - Mulher é jogada da ponte por namorado em Manaus

DA REDAÇÃO

6 de Novembro de 2007 às 08:15

Amazonas - Mulher é jogada da ponte por namorado em Manaus

FOTO: (Divulgação)

MANAUS - Revoltado e acusando a ex-companheira de traição o estivador Rubens Figueiredo Santos Filho, 30, o “Peito de Aço”, matou a cozinheira Arlene Almeida Medeiros, 38. Ela foi empurrada de um parapeito, localizado na avenida Lourenço Braga, na Manaus Moderna, Centro. *A vítima caiu de uma altura de aproximadamente 10 metros e sofreu traumatismo craniano, o que resultou em morte instantânea. O acusado foi detido por populares e encaminhado ao 1º Distrito Policial onde permanece preso. *O assassinato ocorreu por volta das 22h da última sexta-feira (03). Segundo a testemunha Alessandra Gomes Messias, 32, que era amiga da vítima, as duas estavam bebendo no calçadão quando o companheiro dela chegou chamando-a, mas não recebeu atenção. *Revoltado, “Peito de Aço” foi até a mesa onde ela estava e a arrastou, sob os olhares dos freqüentadores. Alessandra Gomes contou que permaneceu no local, pois os dois sempre tinham brigas. *Desta vez o desfecho foi trágico. Revoltado, o estivador agrediu e jogou a ex-companheira do parapeito. Ela disse que ainda ouviu os gritos da amiga e quando foi ver ela já estava morta. Populares conseguiram prender o acusado. Ele foi entregue a uma guarnição da Polícia Militar. *O corpo da vítima caiu em uma rampa de acesso ao rio. Os dois moravam juntos há pouco mais de dois anos, em um barraco, nas proximidades do local do crime. Vizinhos afirmaram que os dois costumavam discutir constantemente por motivos de ciúmes e que em muitos casos chegavam até à agressão física. *Na delegacia, “Peito de Aço” contou que estava embriagado e não lembra direito do que aconteceu, apenas afirmou que tinha bastante ciúmes da mulher e que ele a viu conversando com um ex-namorado, identificado apenas como “Cláudio” e ficou furioso. “Eu não queria fazer isso, estava embriagado e acabamos discutindo e sem querer eu a empurrei e ela se desequilibrou e caiu, estou arrependido”, defendeu-se. *Após empurrar a companheira, Rubens saiu correndo em direção a rua Pedro Botelho, mas foi seguido por taxistas, que conseguiram detê-lo. *No momento, uma viatura da Ronda Ostensivo Cândido Mariano (Rocam), vinha passando pelo local e conseguiu prender o acusado, que quase foi linchado por populares.
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS