69 99981-5823 | 69 3229-8673

Logo Rondoniaovivo - Notícias, Classificados e Banco de Empregos de Rondônia

Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017


Segunda-Feira, 11 de Agosto de 2014 às 10:38

69 99353-3037 COMUNICAR ERRO

Procurador é removido e complica situação de igreja

O Procurador do Ministério Público Federal(MPF)  Douglas Ivanowski Kirchiner, acusado por sua esposa T.S.A de agressão, cárcere privado e outras humilhações físicas e verbais foi transferido do Ministério Público Federal de Rondônia para o Ministério Público Federal em Brasília. A decisão foi tomada no último dia 5, em reunião do Conselho Nacional do Ministério Público Federal. Segundo a assessoria de comunicação do MPF  “a informação ainda não chegou ao gabinete do Procurador”.

O caso envolve, além da mulher e do procurador, a igreja evangélica Hadar, situada na Rua Getúlio Vargas, com a Rua Paulo Leal, centro de Porto Velho, onde teriam ocorrido diversos episódios de violência, incluindo surras de cinto e cipó, agressões verbais, cárcere privado e outros maus- tratos e humilhações .

De acordo com a denúncia, uma pastora da igreja teria aplicado uma surra de cipó na mulher do procurador na frente deste, que teria consentido com tudo. Ele próprio também teria dado surras de cinto e cipó na suposta vítima.

T.SA relatou que , após o casamento, passou a residir no alojamento da igreja que o casal frequentava.

Depois de refletir, a mulher decidiu que não deveria ter se casado e jogou a aliança fora. Ao tomar conhecimento desta atitude, a pastora da igreja teria lhe dado uma surra de cipó e contado o fato ao procurador. A mesma integrante da igreja voltou a agredi-la com cipó e a chamou de prostituta – tudo na frente do marido.

A mulher relatou que passou a ficar trancada na igreja e só comia depois que todos comessem. Segundo o relato, o procurador aceitava tudo o que a igreja fazia, inclusive ela teria passado a dormir no chão com um ventilador , sem cobertor, e que por isso ficou doente.

Declarou também que por este motivo passou a ser agredida pelo marido com golpes de cinto e que ainda ficou dois dias sem comer e trancafiada no alojamento da igreja, situação que lhe causou anemia a ponto de desmaiar.

Ela relatou ainda que conseguiu fugir da igreja e foi dormir na rua, sendo acolhida na casa de algumas pessoas que a encontraram nesta situação.

Igreja foi denunciada por exploração infantil

A Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente aponta que a igreja Evangélica Hadar, está explorando crianças e adolescentes a exercerem trabalhos durante altas horas da noite e madrugada, onde os menores são ordenados a vender sanduiches em vias públicas  da capital em benefício da igreja e também a realizar serviços de faxina no templo.

A denúncia feita em boletim de ocorrência de nº 14E1024001047, da conta que a congregação possui igrejas na Vila Princesa, Bairro Jardim Santana, e principalmente as crianças da igreja localizada na zona Leste estão sendo mais exploradas, com justificativas de vender para construir um novo templo no local.

Ainda segundo o BOP as crianças passam o dia todo na igreja com fortes indícios de que elas não estão frequentando regularmente a escola.


Fonte: Painel Político

Tag's: Rondoniaovivo,

GOSTOU DA MATÉRIA, COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS E FAMILIARES:

69 99353-3037




PUBLICIDADE




Pimenta Bueno | 09:09
DESACATO: Jovem xinga, ameaça policial e acaba detida

Costa Marques | 08:57
AQUAPLANAGEM: Caminhonete com prefeito de Costa Marques perde o controle na BR-429

Brasil | 08:43
USP atualiza mapa de risco de tremores de terra no Brasil

Polícia | 08:11
TERROR: Bando mascarado barbariza família durante roubo em residência

Rondônia | 08:37
Problemas causados pela pressa em se resolver a questão dos taxistas, por Itamar Ferreira

Polícia | 08:01
RECEPTAÇÃO: Adolescente é flagrado com moto roubada

Polícia | 07:56
NA FARMÁCIA: Homem é detido ao ser flagrado furtando shampoo

Polícia | 07:51
Casal é detido com placa de moto adulterada

Polícia | 07:46
Homem é preso após ameaçar matar a mulher e atear fogo na casa

Polícia | 07:41
Técnica de enfermagem é presa por proibir PM de entrar armado em boate

Polícia | 07:36
NO CENTRO: Bando composto por oito suspeitos faz arrastão em loja

Geral | 07:32
NOVELAS: Confira o resumo dos capítulos desta quinta-feira

Geral | 13/12/2017 | 22:43
Concorra a ingressos para a festa Cyclone Pool Party

Polícia | 13/12/2017 | 17:53
Acadêmico comete suicídio dentro de empresa após noiva se matar

Rondônia | 13/12/2017 | 17:49
NOTA: Informativo Astir

Rondônia | 13/12/2017 | 17:29
Capital e estado devem receber mais royalty e obras compensações

Brasil | 13/12/2017 | 16:53
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões nesta quarta

Polícia | 13/12/2017 | 16:34
Justiça inocenta policiais acusados de integrarem grupo de extermínio

Polícia | 13/12/2017 | 16:25
CAIU: Dupla é presa com objetos furtados em residência de PM

Política | 13/12/2017 | 16:19
Edesio Fernandes consegue aprovação de requerimento que fiscaliza verbas federais

Política | 13/12/2017 | 16:13
Dilma: 'Vamos abrir o ano de 2018 e fazer essa discussão sobre minha candidatura'

Ariquemes | 13/12/2017 | 16:03
MP ajuíza ação para lotar mais agentes penitenciários para segurança de presídios

Brasil | 13/12/2017 | 16:06
Empresas devedoras do FGTS já podem parcelar débitos