close
logorovivo2

ACORDO: Tinder é processado por cobrar mais dos usuários com mais de 30 anos

Acordo resultado na ação prevê que empresa conceda o equivalente a US$17,3 milhões em Super Likes e outras compensações para usuários representados na ação

PAINELPOLÍTICO

29 de Janeiro de 2019 às 08:46

ACORDO: Tinder é processado por cobrar mais dos usuários com mais de 30 anos

FOTO: (Divulgação)

O Tinder chegou a um acordo em um processo que acusa o aplicativo de relacionamento de discriminação de idade por cobrar mais caro a assinatura do seu serviço Tinder Plus para usuários com idades a partir de 30 anos. As informações são do The Verge.

 

Lançada em 2015, a versão premium do aplicativo oferece diferenciais em relação à versão gratuita, incluindo poder desfazer um “swipe” em um perfil, maior quantidade de Super Likes, e a possibilidade de buscar por pessoas em outros países. 

 

No entanto, conforme aponta o processo, o Tinder Plus tem preços diferentes dependendo da idade do usuário do app, o que motivou diversas críticas e, mais recentemente, essa ação judicial em questão contra o aplicativo. Quem possui até 29 anos de idade, por exemplo, paga metade do quem tem a partir de 30 anos – 10 dólares contra 20 dólares mensais.

 

De acordo com o The Verge, a ação coletiva  – representando aproximadamente 230 mil pessoas – contra o Tinder por conta dessas diferenças de valores foi iniciada originalmente em abril do ano passado na Califórnia. 

 

Pelo acordo, a empresa concordou em pagar um total de 17,3 milhões de dólares em compensações para os usuários representados na ação, incluindo 50 Super Likes para cada, além de uma opção adicional de um cheque de 25 dólares, mais 25 Super Likes, ou uma assinatura gratuita Tinder Plus ou Gold. 

 

Além disso, a companhia também concordou em acabar com a prática de cobrar valores diferentes de acordo com a idade dos usuários nas suas assinaturas oferecidas na Califórnia.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS