close
logorovivo2

Justiça anula julgamento de marido que matou a esposa

A anulação foi conquistada pelo Ministério Público, que recorreu da sentença porque o júri não levou em conta a ocorrência de feminicídio.

RONDONIAOVIVO

16 de Março de 2018 às 14:38

Justiça anula julgamento de marido que matou a esposa

FOTO: (Divulgação)

Os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia anularam o júri popular que condenou o sitiante Antônio de Paulo do Nascimento pela morte de sua esposa, ocorrido em novembro de 2015, na cidade de Candeias do Jamari.

 

A anulação foi conquistada pelo Ministério Público, que recorreu da sentença porque o júri não levou em conta a ocorrência de feminicídio (assassinato de mulher), o que acarretaria o aumento da pena, mesmo o réu tendo confessado o crime.

 

A Lei do Feminicídio, segundo o MP, prevê o aumento de 1/3 na pena e desde 2015, é tratado como crime hediondo. O crime perpetrado por Antônio Paula se enquadra na Lei, já que a vítima, Sônia Morta de Souza, tinha mais de 60 anos, e foi vítima de violência doméstica (desavença conjugal).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS