close

CONTRABANDO: Veja momento em que bolivianos resgatam corpo de piloteiro morto pela polícia

Na manhã desta quinta-feira (02), autoridades brasileiras e bolivianos teriam reunião no consulado boliviano em Guajará, mas não se tem notícia se a reunião aconteceu realmente

EXPRESSÃO RONDÔNIA

2 de Janeiro de 2020 às 16:01

 

Guajará-Mirim-Guayaramerin – A morte de Brian de T.T., de 18 anos, piloteiro de barco na véspera do ano novo, já tem várias versões, mas todas apontam que a vítima, morador em “La Banda”, trabalhava dirigindo embarcação  transportando contrabando de gasolina daquele país para o Brasil, mas que também era suspeito de usar o mesmo barco para “desovar” veículos roubados do lado brasileiro e internados a seguir em Guayara.

 

Segundo o site paginasiete, daquela cidade, usando texto do jornalista Hugo Mopi, enquanto o corpo de Brian estava sendo velado na residência de um familiar, representantes do Comitê Cívico local exigiam explicações do Ministério das Relações Exteriores e providências da consulesa boliviana em Guajará-Mirim.

 

Uma fonte independente afirmou haver possibilidade de ações retaliadoras por parte de amigos de Brian. Mas que até ontem o clima em Guayara era de calma, admitindo, no entanto, que a qualquer momento pode acontecer “alguma coisa” enquanto duas outras fontes ouvidas pelo expressaorondonia.com.br admitiram que apesar da calma aparente, como disse uma delas, “o aconselhável é que brasileiros se forem até “La Banda” não se demorem muito por lá.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS