close

DESACATO: Mulher não aceita reclamação e chama policial de “pé de porco”

Marido da acusada disse que não era o único soltando rojões

FOLHA DO SUL ONLINE

26 de Dezembro de 2019 às 10:03

DESACATO: Mulher não aceita reclamação e chama policial de “pé de porco”

FOTO: (Divulgação)

Na noite de ontem, uma mulher de 25 anos foi presa no bairro Embratel, em Vilhena, após desacatar um policial militar. Ela teria dito, durante uma discussão com o PM, que “pé de porco não mandava nada no bairro”.


 
De acordo com a ocorrência registrada na Unisp, o militar, de 34 anos, conversava com os vizinhos sobre a perturbação de sossego provocada pelos rojões que alguns soltavam nas proximidades de sua residência. O marido da acusada chegou a dizer que não iria parar com os fogos de artifício porque não era o único que estava fazendo aquilo.


 
Ao ouvir a ofensa da mulher, o policial ligou para o número de emergência da corporação na qual atua. Quando uma viatura chegou ao local dos fatos, a jovem confirmou o desacato, mas alegou que estava de “cabeça quente”. Mesmo assim, foi presa em flagrante e levada para a Unisp, onde as medidas necessárias foram tomadas.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS