close

CIDADES INTELIGENTES: Alunos do Sesi Vilhena apresentam projeto à parlamentares

Os alunos iniciaram a apresentação explicando o que é a Robótica SESI e em que ela auxilia

ASSESSORIA

12 de Dezembro de 2019 às 10:35

CIDADES INTELIGENTES: Alunos do Sesi Vilhena apresentam projeto à parlamentares

FOTO: (ASSESSORIA)

Cidades Inteligentes “City Shaper” é o tema deste ano do projeto de pesquisa trabalhado pelas equipes de Robótica. O objetivo é que os estudantes, de forma criativa e planejada, criem e desenvolvam soluções, através da robótica, no caso do projeto da equipe ELEV3ER, da escola SESI de Vilhena, voltado à inclusão e melhoria da qualidade de vida, visando cidades acessíveis para autistas.

 

Aberto ao público, a apresentação do projeto aconteceu nesta terça-feira, 10, auditório da prefeitura de Vilhena, onde além dos parlamentares, contou com a presença dos pais, colegas, professores, coordenadores, gerência e comunidade em geral, que ali estiveram para apoiar a iniciativa do grupo formado pelos estudantes, Lívia Damião Vieira, Daniela Leite Nascimento, Natália Krissyan Gonçalves Fabre, Alice Gimenes Bagano, Artur da Silva Bilhalva e Joseph Valadão Fantin.

 

Os alunos iniciaram a apresentação explicando o que é a Robótica SESI e em que ela auxilia. Em seguida abordaram o projeto que consiste em implantação de orientação para autista na praça Nossa Senhora Aparecida, a principal de Vilhena, utilizando faixas coloridas no chão para facilitar a locomoção nos locais da praça, assim como um aplicativo com leitor de QR Code para orientações visuais possibilitando treinar a crianças em casa antes do acesso ao local sendo uma necessidade estrema das pessoas que possuem o TEA (Transtorno do Espetro Autista). O projeto vai proporcionar autonomia e qualidade de vida para essas pessoas ao saírem de casa. Após a apresentação os alunos foram aplaudidos de pé por toda a câmara confirmando a viabilidade do projeto.

 

Os alunos precisam disseminar o projeto e essa atividade assim como pede as regras da FLL com apoio da escola e seu corpo docente. Através da apresentação da ideia visamos aumentar o apoio e engajamento da população e gestão da nossa cidade para que o projeto seja executado contamos com esse apoio para subsidiar os custos envolvidos nos projetos e para tanto é necessárias parcerias para conclusão.

 

O vice-presidente de Assuntos Legislativos da FIERO e secretário de Indústria e Comércio de Vilhena, Marcondes Cerrutti, que acompanha de perto e tem participado ativamente das ações da escola SESI de Vilhena, elogiou a iniciativa da equipe ELEV3ER, ao idealizar um projeto voltado à melhoria da qualidade de vida e de acessibilidade às pessoas com autismo através da tecnologia inovadora da robótica.

 

A robótica é didática, é ensino, é criação, é colocar em prática o que está na mente, é testar, aprender, errar e acertar, é trabalho em equipe, é ideia, respeito dedicação e ajudar. Afirma a professora Lorines Cezne. “O mais importante é guardar os verdadeiros valores de alguém que pode mudar o futuro. A robótica é grande aliada para que isso ocorra e assim nossos alunos estão pesquisando, aprendendo e entendendo que cidades inteligentes começam com pessoas inteligentes”, disse.


De acordo com a coordenadora de Educação, Aline L. Souza, o SESI conta com alunos bem preparados e engajados em prol de um mundo melhor. “É motivo de orgulho assistir a uma apresentação dos nossos alunos defendendo uma ideia de melhoria para nossa cidade e inclusão. Agradeço às famílias e professores que estão sempre juntos nesta caminhada motivando e apoiando os alunos”, falou

 

No ponto de vista do gerente de unidade SESI de Vilhena, Silvio Henrique Leite, com auxílio da robótica e o tema proposto, os alunos identificaram que, as Cidades Inteligentes são uma escolha para se ter qualidade de vida. A cidade inteligente não é mais uma simples opção, mas uma escolha indispensável para otimizar a utilização dos recursos naturais e o consumo de energia, reduzir ao máximo a produção de poluentes, proporcionar aos cidadãos eficientes serviços tecnológicos, de mobilidade e para auxiliar no dia a dia assim como a inclusão de pessoas autistas.

 

Leite ressalta que os alunos conseguiram integrar essa necessidade através de muitas pesquisas e apresentando a solução para um problema real. “Agradecemos ao apoio de todos os envolvidos assim como a abertura da apresentação da ideia do projeto pelos vereadores e demais integrantes da gestão de Vilhena em benefício de nossa sociedade”, finalizou.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS