close

ANÁLISE: PF e MPF coletam água de hospital após denúncia de contaminação

Material recolhido será enviado para análises químicas em Cuiabá

FOLHADOSULONLINE

12 de Junho de 2019 às 09:47

ANÁLISE: PF e MPF coletam água de hospital após denúncia de contaminação

FOTO: (Divulgação)

Dois procuradores da República, acompanhados por agentes da Polícia Federal, estiveram no Hospital Regional de Vilhena, na tarde desta terça-feira, 11. O FOLHA DO SUL ON LINE também esteve na unidade, acompanhando o trabalho das autoridades, que investigam denúncias de contaminação da água que abastece o HR.



De acordo com a procuradora Samara Dalloul, que coordena o trabalho junto com o colega, a ação foi rápida em virtude dos riscos que uma eventual contaminação da água pode trazer para pacientes que já estão debilitados.


Funcionários do SAAE, autarquia que cuida justamente da distribuição de água em Vilhena, foram convocados e coletaram o produto, tanto na caixa de armazenamento, quando no poço artesiano que abastece o hospital. O material será encaminhado para análise em Cuiabá (MT). Os testes irão confirmar ou desmentir as denúncias.

 



ACUSAÇÕES


Embora o MPF e a PF não tenham dado detalhes das denúncias recebidas, o FOLHA DO SUL ON LINE conversou com um amigo de quem acionou as duas instituições. Segundo o entrevistado, que pediu para não ser identificado, a fossa que recebe os dejetos do Regional estaria contaminando o poço perfurado no local. Também teria sido denunciada uma suposta ligação clandestina de água para o laboratório.

 



REAÇÕES


Uma servidora do HR disse estar tranqüila em relação à investigação, acrescentando que existe um filtro no laboratório e nos bebedouros colocados à disposição de pacientes e visitantes. Outro lembrou que, meses atrás, a mesma água foi analisado, e os exames não indicaram contaminação.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS