close
logorovivo2

ARMA FALHOU: No dia em que seria julgado por assassinato, rapaz é preso por tentar matar mais um

Arma usada na tentativa de homicídio foi encontrada e tinha munição picotada

FOLHADOSULONLINE

9 de Maio de 2019 às 09:37

ARMA FALHOU: No dia em que seria julgado por assassinato, rapaz é preso por tentar matar mais um

FOTO: (Divulgação)

Na madrugada desta quinta-feira, 09, a Polícia Militar prendeu um rapaz de 24 anos, após ele tentar atirar contra um homem de 34, em Vilhena, e a arma falhar. O caso foi registrado no bairro Embratel e o suspeito já responde por homicídio.



No local onde tudo aconteceu, a vítima contou aos policiais que, dias atrás, teve sua bicicleta furtada, mas depois viu um homem com ela no mesmo bairro em que mora, e por esse motivo os dois tiveram uma briga.



Já na noite de ontem, enquanto estava em um bar de seu bairro, o rapaz que anteriormente tinha sido visto com a bicicleta chegou para comprar cerveja, mas antes de pegar a bebida, foi tirar satisfações. Durante a discussão, ele ameaçou a vítima de morte e sacou um revólver da cintura. O jovem ainda puxou o gatilho duas vezes, mas a arma falhou.



O irmão da vítima, que também estava no bar, interveio na briga. Já o homem que tentou disparar fugiu no local.



Quando a guarnição chegou, a vítima indicou onde a mãe do suspeito morava. Na casa, a mulher autorizou a busca, mas seu filho fugiu pelos fundos do quintal ao ver a viatura se aproximar. 



Na área da residência foram encontrados pertences do homem que fugiu, como duas cervejas e um celular. Durante revista pelo imóvel, o revólver usado foi encontrado dentro do forno, com uma munição picotada.



A polícia fez buscas durante toda a madrugada. Mais tarde, quando a polícia voltou à residência que já havia sido revistada, a mãe do suspeito disse que ele havia retornado para dormir, e autorizou a entrada dos militares para fazer a prisão.



Sendo assim, o autor dos fatos, que tem 24 anos, foi levado para a Unisp junto com seus pertences. Ele ainda relatou que na data da atual prisão,  tinha um júri popular contra ele em Comodoro, cidade do Mato Grosso a 110 km de Vilhena, onde é acusado de homicídio.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS