close
logorovivo2

ABSOLVIDO: Homem que tentou matar pastor evangélico durante culto é levado a júri popular

Acusação e defesa pediram a desclassificação de tentativa de homicídio para lesão corporal

FOLHADOSULONLINE

9 de Abril de 2019 às 15:46

ABSOLVIDO: Homem que tentou matar pastor evangélico durante culto é levado a júri popular

FOTO: (Divulgação)

Hoje com 30 anos, Alexandro Lopes Gomes, acusado de esfaquear, durante um culto em Vilhena, o pastor evangélico Djalma de Jesus em 2013, foi julgado na manhã desta terça-feira, e absolvido das acusações. 



De acordo com os autos, a motivação para o ataque contra o pastor seria uma suposta investida amorosa do religioso contra a esposa de Alexandro. Fato negado pelo pastor. 



Hoje, acusação e defesa apresentaram a mesma tese e pediram a desclassificação do crime de tentativa de homicídio para lesão corporal leve. Tese que foi acatada pelos jurados, que entenderam não haver intento homicida na ação do réu. 



Com a desclassificação, a competência saiu das mãos do Tribunal do Júri e passou para o juiz singular que argumentou não haver nos autos a representação do ofendido pelo crime de lesão corporal, o que deve ocorrer no prazo máximo de seis meses. Assim, a juíza Liliane Pegoraro Bilharava julgou extinta a punibilidade em fase da decadência do direito de representação por parte do ofendido.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS